banner multi
Capa Memória Colunistas Cinema em Pauta Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2
cinema-pauta
Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2 Imprimir
Escrito por Bruno Moura   
Segunda, 25 de Julho de 2011 - 10:51

HP-RM-2A primeira parte do título Harry Potter e as Relíquias da Morte foi cercado de pendências, deixando transparecer uma mera enrolação aos espectadores, quando, na verdade, era uma forma de fidelizar o enorme conteúdo existente na obra literária de J. K. Rowling. O gran finale da série seria postergado para mais além, deixando um sentimento de apreensão e expectativa. Algo que foi totalmente compensado, ao gerar um sentimento de satisfação com o esplêndido final, digno da série, e somado a uma sensação de tristeza, resumido na palavra: "Adeus".

Agora, com o último título da franquia, entendemos o porquê da postergação. Os atores deram vida aos personagens como nunca. Talvez o fato de ser o último filme da franquia, tenha criado o dever de fechar os personagens com chave de ouro. O filme focou o personagem Harry Potter com mais destaque do que nunca, fazendo Rony e Hermione permanecerem em segundo pano. Não que isso tenha sido considerado uma falha, ou defeito, mas de fato, a última parte da franquia é fiel ao focar em Harry Potter sem deixar brechas a outros protagonistas.

Daniel Radcliffe interpreta Harry Potter com total maestria.A melhor atuação foi deixada para final, mas como dizem: "antes tarde do que nunca". Ralph Fiennes foi o vilão Voldemort, e se destacou. Creio que Fiennes tem o dom de interpretar vilões de uma forma única, dando a eles a impressão de imponência pelo modo de vestir o personagem. Basta lembrar que ele foi Hades, em Fúria de Titãs, e o vilão Francis Dolarhyde, em Dragão Vermelho.

Rupert Grint (Rony) e Emma Watson (Hermione) estão bem em seus respectivos papéis. Alan Rickman (Severo Snape), Maggie Smith (Professora McGonagall) e Matthew Lewis (Neville Longbottom) também se destacam em suas atuações.

Com ares de um final épico, a trama poderia ter desfechos mais elaborados em alguns pontos. Apesar de tudo, o final compensou todos os defeitos e problemas de filmes anteriores. As cenas finais mostraram os personagens 19 anos depois e, ao invés de colocarem atores mais velhos para encarnarem Harry, Rony e Hermione, os produtores preferiram deixar os mesmos intérpretes ao longo desses 10 anos. Creio que o correto fosse realmente colocar pessoas mais velhas, neste caso, mas vejo que tal forma teve o objetivo de homenagear e eternizar os personagens da franquia. E conseguiram. Fica a dica para a despedida.

 


Notícias relacionadas


Expediente

Mapa do Site :: Portal Universo IPA - 1º lugar na Intercom Nacional de 2008 :: Expediente
Creative Commons © 2005-2013 :: AJor - Agência Experimental de Jornalismo IPA