Homem de Ferro 3 Imprimir
Escrito por Bruno Moura   
Quinta, 09 de Maio de 2013 - 11:47

IronMan3bTrabalhar com uma adaptação é algo perigoso. O risco de desagradar fãs depende do quão elevado é o poder de deturpação de um diretor. Shane Black, conhecido por dirigir Beijos e Tiros e por roteirizar a série Máquina Mortífera, mostra um grau elevado neste quesito, causando a provável indignação de muitos fãs de quadrinhos. Mas não se engane! Apesar disso, o filme é bom para quem é familiarizado intimamente com o universo dos quadrinhos.

Shane Black conduz o terceiro capítulo da história de Tony Stark de um modo muito mais dramático que os demais. Nele temos o gênio, playboy, milionário e filantropo Tony Stark lidando com traumas decorrentes da batalha de Nova York, ocorridas no último filme dos Vingadores. Acompanhado a isso, os Estados Unidos vivem uma maré de terror causada pelo terrorista Mandarim (Ben Kingsley). As premissas básicas são essas. Somado ao fato do cartaz e trailers mostrarem uma quantidade enorme de armaduras, a expectativa se torna alta por um bom filme (muito pelo fato do sucesso de Os Vingadores).

As armaduras, efeitos especiais e personagens estavam perfeitos. Alguns furos ali e aqui, um roteiro melhor costurado e cenas desnecessárias que poderiam ser cortadas deixariam o filme mais atrativo e empolgante. Tony Stark ficou muito palhaço neste filme,, devido ao excesso de cenas que buscam aliviar a tensão com humor, mas, Robert Downey Jr. continua sendo a cara que queremos como Tony Stark nas telas. O arco Extremistambém é interessante, mas, faltou ao filme uma explicação melhor sobre o que seria esta tecnologia.

Numa analise fria, o filme começa bem e segue empolgante até a metade. Após, decai de forma exponencial, e a história só é amenizada no final, quando reúne a aparição de inúmeras armaduras diferentes. Entretanto, não ficou muito claro quais são as intenções dos personagens no filme, onde a pancadaria respondeu pelo enredo. As menções ao Universo Marvel, que todos esperavam, não foram ditas.

Apesar de tudo, o filme tem seus méritos na qualidade da produção, captação de imagens e sons, efeitos especiais e etc. Receberia um dez pelos quesitos técnicos, mas, a história não rendeu tanto como poderia. Vale lembrar que uma boa história sem efeitos especiais e qualidade técnica, pode arrebatar fãs, tornando a obra um cânone da sétima arte. Um filme que só depende de efeitos especiais, sem contar com história, está fadada a cair no limbo do esquecimento. Homem de Ferro 3 é um filme indispensável para os fãs do herói e do Universo Marvel, mas, isso não muda o fato de que muitos esperavam mais.

 


Notícias relacionadas


Expediente

Mapa do Site :: Portal Universo IPA - 1º lugar na Intercom Nacional de 2008 :: Expediente
Creative Commons © 2005-2013 :: AJor - Agência Experimental de Jornalismo IPA