banner multi
Capa Memória Colunistas Cada um com seu cinema Oscar 2011: o tradicional versus o contemporâneo
cadaumcinema
Oscar 2011: o tradicional versus o contemporâneo Imprimir
Escrito por Matheus Pannebecker   
Segunda, 21 de Fevereiro de 2011 - 15:56

2011-Nominations-MoniqueNo próximo domingo, 27 de fevereiro, acontece a 83ª cerimônia de entrega do Oscar. Criticado pela monótona festa anterior, o prêmio tenta se reerguer com dois apresentadores populares, os atores James Franco e Anne Hathaway. No entanto, a maior expectativa não é em relação ao índice de audiência ou afins e sim em como a Academia vai achar uma saída para escolher seu vencedor. Afinal, estamos falando de uma batalha como poucas vezes se viu antes.

Os dois principais concorrentes da cerimônia são produções completamente distintas. O primeiro é "A Rede Social". Dirigido por David Fincher, o longa sobre a criação do Facebook já era considerado favorito desde quando entrou em cartaz nos cinemas. Inclusive, venceu quatro prêmios no Globo de Ouro. Dialogando com o público mais jovem e utilizando um texto verborrágico com muita agilidade, "A Rede Social" é o representante do jeito contemporâneo de fazer cinema.

Do outro lado, surgindo de surpresa, vem "O Discurso do Rei". Recente vencedor do BAFTA, SAG e Sindicato dos Diretores, o filme do britânico Tom Hooper tem o forte apelo de ser estruturado nos moldes venerados pelos votantes da Academia. Ao relatar a jornada do rei George VI (Colin Firth) contra a gagueira, o filme utiliza os típicos padrões de um filme de época. Ou seja, produção impecável, roteiro linear, etc. Para muitos, algo quadrado. Para outros, algo a ser celebrado. "O Discurso do Rei" é o representante do jeito tradicional de fazer cinema.

Eis a questão: depois de decepcionar quase todos com a cerimônia do último ano (incluindo com o vencedor "Guerra ao Terror"), estaria o Oscar disposto a confraternizar com o público contemporâneo ou com os apreciadores da ala mais tradicional? Se formos levar em consideração a quantidade de prêmios, "O Discurso do Rei" é o vencedor. Se formos seguir a quantidade de filmes inovadores (ainda existe os oringinais "A Origem" e "Cisne Negro" na disputa), quem ganha é "A Rede Social".

Mas, afinal, será mesmo que um longa tão desdenhado em função de seu formato "quadrado" será celebrado além de suas impressionantes 12 indicações ao prêmio? Isso só saberemos na noite de domingo... Abaixo, comentários rápidos sobre as principais categorias:

MELHOR FILME: Seguindo a lógica, "O Discurso do Rei" leva a melhor. O filme de Tom Hooper só perdeu o Globo de Ouro e vem conquistando todas as premiações. Entretanto, surpresas sempre podem acontecer, sejam elas esperadas ("A Rede Social") ou não ("Cisne Negro").

MELHOR DIRETOR: David Fincher deve finalmente receber o prêmio por seu trabalho em "A Rede Social". Também deve ser o prêmio mais importante do filme, caso ele seja ignorado pelos votantes. Vale a pena ficar de olho em Tom Hooper, que já venceu o Sindicato dos Diretores esse ano.

MELHOR ATRIZ: Não tem pra ninguém. Natalie Portman venceu todos os prêmios da temporada e, de fato, está ótima e merecedora em "Cisne Negro". Além disso, essa será, injustamente, a única chance do filme vencer alguma estatueta. A alternativa para a categoria seria Annette Bening, em sua quarta indicação sem vitória.

MELHOR ATOR: Colin Firth, sem concorrência alguma. Favorito absoluto.

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE: Das categorias de atuação, essa é a mais misteriosa de todas. A favorita era Melissa Leo, mas a atriz falou mal de suas concorrentes em entrevistas e pagou, do seu próprio bolso, propagandas para vender sua atuação. Com isso, passou a ser mal vista, o que abriu chances para as outras indicadas. Muitos apontam uma possível vitória de Hailee Steinfeld, mas a beneficiada deve ser Helena Bonham Carter, vencedora do BAFTA por "O Discurso do Rei".

MELHOR ATOR COADJUVANTE: De uns tempos pra cá, os elogios para Geoffrey Rush são cada vez maiores, mas nada deve tirar a estatueta das mãos de Christian Bale.

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO: "A Rede Social". Um dos únicos prêmios certos da noite.

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL: A princípio, "O Discurso do Rei", mas seria interessante ver Christopher Nolan como vencedor depois de ter sido esnobado na categoria de direção por "A Origem".

PAINEL DE APOSTAS

Filme: O Discurso do Rei
Direção: David Fincher (A Rede Social)
Roteiro Original: O Discurso do Rei
Roteiro Adaptado: A Rede Social
Atriz: Natalie Portman (Cisne Negro)
Ator: Colin Firth (O Discurso do Rei)
Atriz Coadjuvante: Helena Bonham Carter (O Discurso do Rei)
Ator Coadjuvante: Christian Bale (O Vencedor)
Montagem: A Rede Social
Trilha Sonora: A Origem
Edição de Som: A Origem
Mixagem de Som: A Origem
Direção de Arte: O Discurso do Rei
Filme Estrangeiro: Biutiful (México)
Fotografia: Bravura Indômita
Animação: Toy Story 3
Efeitos Especiais: A Origem
Maquiagem: O Lobisomem
Figurino: Alice no País das Maravilhas
Canção Original: If I Rise (127 Horas)

 


Notícias relacionadas


Expediente

Mapa do Site :: Portal Universo IPA - 1º lugar na Intercom Nacional de 2008 :: Expediente
Creative Commons © 2005-2013 :: AJor - Agência Experimental de Jornalismo IPA