banner multi
Capa Memória Colunistas Levanta e Vai Levanta e vai! :: nº 8

blog-edye-jornal

Levanta e vai! :: nº 8 Imprimir
Escrito por Edye   
Domingo, 16 de Setembro de 2012 - 22:57

livrosdasestoriasMas barbaridade! O Levanta e Vai desta semana vem louco de bueno. Setembro está aí com seu tempo chuvoso e atrações culturais, macanudas! Tem Festival de Teatro Internacional e Festival da Cultura Gaúcha, além da programação paralela que tá de lamber os beiços! Então te aprochega vivente, traz a erva e a cuia, porque a cultura e o mate, nunca se corta!

teatro-adulto

A AMANTE DA MINHA ESPOSA

amantedaesposaO espetáculo é um espaço aberto onde três personagens envolvidos em um atrapalhado triângulo amoroso irão "lavar roupa suja" em público. Na comédia, cada um conta sua versão para a confusão que se estabeleceu e do labirinto sentimental que não encontram saída.

Direção: Luis Carlos Pretto.
Elenco: Gisele Faerman, Lesiane Morahto e Luis Carlos Pretto.
Classificação: 14 anos.
Local: Teatro Carlos Carvalho - 2º andar CCMQ (Rua dos Andradas, 736 - Centro Histórico)
Temporada: De 14 a 16 de setembro
Horário: Sexta, Sábado e Domingo, às 20h
Ingressos: R$ 20,00 – Desconto de 50% para quem disser que leu sobre a peça no Site do IPA

 

ADOLESCER

adolescerA peça está de volta aos palcos para breve temporada. Em cena, jovens atores da nova geração encarnam diferentes papéis e personagens, e representam situações da vida real em uma sucessão de cenas curtas que lembram a linguagem da internet e do videoclipe.

Direção: Vanja Ca Michel
Elenco: Ana, Anderson, Bibi , Carla, Caroline, Daniela, Davi, João, Mariana, Michel, Rafael, Vinícius, William F. e William M.
Classificação: 10 anos.
Local: Teatro Bruno Kiefer - 5º andar CCMQ (Rua dos Andradas, 736 - Centro Histórico)
Temporada: De 14 a 16 de Setembro
Horário: Sexta, Sábado e Domingo, às 20h
Ingressos: R$ 30,00

 

teatro-infantil

 

A VERDADEIRA HISTÓRIA DOS TRÊS PORQUINHOS

Essa versão da história desfaz todo o conceito do lobo mau da obra original, mostrando um lobo gentil, educado, culto e que detesta violência, ao contrário dos três porquinhos que só querem fazer malvadezas. A peça passa ao público uma grande mensagem de paz entre todos os seres. Direção: Zé Rodrigues. Elenco: Ane Troian, Bruna Fernandes, Laura Ferrary e Rodrigo Rodrigues. Duração: 50min. Classificação: Livre.

Local: Teatro Zé Rodrigues (Rua Paulo Setúbal, nº 117 – Passo D'areia)
Temporada: Até 30 de setembro
Horário: Sábado e domingo, às 16h
Ingressos: R$ 18,00

 

CHAPEUZINHO VERMELHO

A história dos irmãos Grimm fala de uma adorável menina que sai para levar doces que sua mãe fez para sua avó, mas que no caminho acaba se deparando com um lobo muito atrapalhado. O espetáculo, adaptado pelo diretor, possui um toque de humor e passa uma mensagem ecológica, alertando às crianças para a preservação da natureza.

Direção: Zé Rodrigues
Local: Teatro Zé Rodrigues (Rua Paulo Setúbal, nº 117 – Passo D'areia)
Temporada: Até 30 de setembro
Horário: Sábado e domingo, às 15h
Ingressos: R$ 18,00

 

ERA UMA VEZ UMA HISTÓRIA

A peça mostra que contos originais de clássicos contemporâneos estão preservados em um esconderijo secreto há mais de 200 anos. No palco, os guardiões dos livros se sentem ameaçados com a invasão dos seus domínios por uma vilã, que deseja reescrever uma misteriosa história. Eles terão que lutar com todas suas forças para impedir que ela mude o final desse conto. Direção: Ronald Radde. Elenco: Ana Paula Schneider, Daiane Oliveira, Ellen D'avila, Karen Radde, Luana Zinn e Roger Santos. Duração: 1h00min. Classificação: Livre.

Local: Teatro Novo DC (Rua Frederico Mentz, nº 1561 - Navegantes | 51-3374.7626)
Temporada: De 02 de setembro a 11 de novembro
Horário: Domingo, às 17h
Ingressos: Plateia baixa - R$ 20,00 | Plateia Alta R$ 15,00

 

BAÚ DE HISTÓRIAS – Aniversário de 5 anos

livrosdasestoriasA peça apresenta a história de três personagens que em meio a uma bagunça no castelo encontram um baú repleto de surpresas e um livro de fábulas. Esse livro tem o poder de transformar dois palhaços do reino em personagens das fábulas de Jean de La Fountaine "O Leão e o Ratinho", "Burro Insatisfeito" e "A Lebre e a Tartaruga". Completando 5 anos de existência, o espetáculo faz duas apresentações para comemorar junto do público o sucesso consolidado. Com direito a parabéns e bolo!

Direção: Edye
Elenco: Ana Paula Aguiar, Bruna Ruiz, Everton Farias, Lesiane Morahto e Lucas Furno.
Classificação: Livre.
Local: Teatro Carlos Carvalho - 2º andar CCMQ (Rua dos Andradas, 736 - Centro Histórico)
Dias: 15 e 16 de Setembro
Horário: Sábado e Domingo, às 16h
Ingressos: R$ 10,00 - Desconto de 50% para quem disser que leu sobre a peça no Site do IPA

 

esse-eu-vi

Quando o desespero feminino toma conta

Em meio a alguns poucos casais, e muitas, disse, muitas mulheres desacompanhadas de maridos ou assemelhados, estava eu, esperando para assistir "Como Agarrar um Marido antes dos 40"... não quero agarrar um marido, e tão pouco estou preocupado com estar ou não casado antes desta idade, apenas aproveitei o convite e fui apreciar uma produção que já está anos em cartaz e nunca havia visto.

Para aquelas que pensam que vão conseguir alguma dica, assistindo um "manual de auto ajuda teatralizado", está enganado. A história conta as situações vividas pela protagonista, Lúcia, vivida pela atriz Marlise Damime, que se encontra solteira às vésperas de completar 40 anos. A neurose presente nos textos e ações da personagem fazem com que está situação, para mim, seja tão desesperadora.

Não sei se para mulheres ela realmente seja! Ela, Lúcia divide um apartamento com sua prima Débora (Suzy Martines), solteira e psicóloga, que se encarrega de segurar as pontas da prima, quando esta tenta quebrar algum espelho em meio as suas crises de tpm, além de nos fazer gargalhar com seus trejeitos, juntamente com a tão aloprada e as vezes insolente, empregada Dalva (Denizeli Cardoso), esta, que por motivo de suas crenças, envolve as personagens em várias confusões, já que afirma que se uma mulher chega aos 40 solteira, nunca mais arrumará marido, mesmo que sangre 3 Rolas antes da meia noite para alguma entidade umbandista.

O espetáculo é leve, mantém uma proposta divertida e busca entreter o público do início ao fim, isso porém, peca um pouco quando incansavelmente repete-se uma piada com a mesma pessoa da platéia do inicio ao fim do espetáculo. A piada funcionou, ela funciona! Mas creio que mais pessoas ali poderiam participar dela, sem fazer a imagem da "vitima" ser desgastada e de certa forma humilhada.
Mulheres, se já acharam seu par ideal, se não acharam.. ou não estão procurando... cuidado, os anos voam! E antes de chegar a quarta década de vida, é bom assistirem este espetáculo. Sempre acabamos aprendendo alguma coisa, de uma forma ou outra!

Direção: Cláudio Benevenga

 


Notícias relacionadas


Expediente

Mapa do Site :: Portal Universo IPA - 1º lugar na Intercom Nacional de 2008 :: Expediente
Creative Commons © 2005-2013 :: AJor - Agência Experimental de Jornalismo IPA