banner multi
Capa Memória Colunistas Nos tempos do vinil
lettering
Nos tempos do Vinil
Um gringo conquista o Brasil Imprimir
Escrito por Luís Bustamante   
Terça, 20 de Julho de 2010 - 00:35

Malcolm_RobertsSetembro de 1969. O Brasil ainda comemorava a façanha dos três norte-americanos que pisaram na Lua, quando um inglês, só conhecido na terra dele, aportou no Rio de Janeiro e logo tornou-se o centro das atenções.

 
Três estrelas sós Imprimir
Escrito por Luis Bustamante   
Segunda, 12 de Julho de 2010 - 10:57

3estrelas-soScott McKenzie, Larry Norman e João Só não foram exatamente contemporâneos, mas tiveram algo bastante em comum: os três alcançaram retumbante sucesso com apenas uma música cada um! McKenzie estourou com a música San Francisco em 1967, Norman com I Love You em 1969 e Só com Menina da Ladeira em 1971.

 
A banda chamada Pão Imprimir
Escrito por Luis Bustamante   
Terça, 15 de Junho de 2010 - 10:32

Bread-bestQuem ouve pela primeira vez Rod Stewart, Olívia Newton-John e Boy George cantarem Everything I Own (Qualquer coisa que eu tenho), cada um com seu estilo recheado de tecnologia, talvez nem imagine que a música é de uma época em que talento era tudo, porque ainda se engatinhava nas inovações tecnológicas. Foi no tempo do vinil.

 
A balada dos escorpiões Imprimir
Escrito por Luís Bustamante   
Terça, 22 de Junho de 2010 - 16:22

letteringAs bandas de rock pesado sempre têm uma ou duas baladas lentinhas, daquelas de se dançar agarradinho ou simplesmente se ficar namorando na praça em noites enluaradas (ok, isso era possível nos tempos do vinil).

 
Ponto comum entre as estrelas Imprimir
Escrito por Luis Bustamante   
Segunda, 07 de Junho de 2010 - 12:53

letteringArtistas que fazem sucesso são chamados de estrelas (star, popstar, superstar) porque, como tais, surgem, brilham, alguns permanecem lá em cima e outros simplesmente se apagam. Assim é no showbiz da música, onde aparecem bandas como Aerosmith, Guns'n Roses (ambas recentemente brilhando em Porto Alegre), Rolling Stones, Kiss e tantas outras que circulam por aí sem a menor intenção de trocarem as guitarras e as baquetas por bengalas.

Têm bandas que somem, das quais poucas deixam algum rastro do brilho de outrora, como Led Zeppelin, Genesis, Black Sabath, Pink Floyd, Van Halen, Dire Straits, Deep Purple. AC/DC, Queen, Scorpions. Mais perto da gente, as brasileiras como Secos & Molhados, Casa de Máquinas, Almôndegas... e por aí..., mas que de alguma forma, estão sendo relidas, remasterizadas, enfim revividas e relembradas.

 
<< Início < Anterior 1 2 3 Próximo > Fim >>

Expediente

Mapa do Site :: Portal Universo IPA - 1º lugar na Intercom Nacional de 2008 :: Expediente
Creative Commons © 2005-2013 :: AJor - Agência Experimental de Jornalismo IPA