banner multi
Capa Memória Colunistas Nos tempos do vinil
lettering
Nos tempos do Vinil
Enfim, os Beatles em Porto Alegre Imprimir
Escrito por Luis Bustamante   
Sexta, 01 de Outubro de 2010 - 09:47

paul-beatlesOk, ok, é só o Paul McCartney quem está vindo para um show inédito em Porto Alegre. Mas quem é Paul senão um dos dois representantes da banda mais famosa de todos os tempos? E a frase quase dogmática "um beatle é para sempre", tradução livre da expressão "Beatles forever" que o quarteto de Liverpool mesmo criou?

 
Viajando pelo horizonte Imprimir
Escrito por Luis Bustamante   
Quinta, 23 de Setembro de 2010 - 11:50

azimuth-sampaNão só o tema e a letra eram bem simples – seis linhas expressando o desejo de alguém voar livre por aí – como a melodia de Linha do Horizonte era de uma singeleza primitiva. Mas agradava aos ouvidos da época, pelo menos à galera que, em grupo, em pares românticos ou individualmente deslumbrada, buscava como alternativa à baderna urbana viajar pelos ares mantendo os pés no chãos. Chapados ou de cara.

Linha do Horizonte foi o único sucesso de uma banda chamada Azymuth, que gravou o hit para a novela Cuca Legal, da Globo, pela recém criada gravadora Som Livre, em 1975.

 
Yes, temos rock rural! Imprimir
Escrito por Luis Bustamante   
Quarta, 18 de Agosto de 2010 - 15:23

rock-cabocloUma das características dos tempos do vinil foi o experimentalismo – não que hoje não se façam experiências; o que andam fazendo fica mais restrito aos estúdios, aos computadores. À época, as inovações saíam para as ruas, se popularizavam, viravam sucessos nacionais, talvez devido à influência do rádio, à maior incidência de programas musicais na tv e até mesmo pela presença do vinil, que era a forma concreta de se perceber a música, com suas capas coloridas, intrigantes, muitas vezes polêmicas.

 
Gringos made in Brasil Imprimir
Escrito por Luis Bustamante   
Terça, 31 de Agosto de 2010 - 13:34

compactoBA era vinil teve momentos marcantes, e um dos mais curiosos foi quando se deu o boom de artistas brasileiros gravando músicas em inglês lá pelo início dos anos 70. Primeiro porque vivia-se o ufanismo patrocinado pela ditadura militar, em que se procurava valorizar o produto verde-amarelo em contraposição a culturas externas que, hipoteticamente, ameaçavam o regime de fardas. Além disso, naquele momento o idioma inglês ainda não era tão popularizado, ficando mais restrito às elites intelectuais ou financeiramente abastadas.

 
Outra lentinha bem sucedida Imprimir
Escrito por Luis Bustamante   
Terça, 10 de Agosto de 2010 - 17:11

Procol-Harum-2Procol Harum é outra daquelas bandas de rock pauleira que apostou a sobrevivência numa balada lentinha e seu deu bem. Seu único hit, "A whiter shade of pale", foi lançando no ano de 1967 na abertura de um concerto do guitarrista Jimmy Hendrix, virou sucesso internacional e uma das músicas mais regravadas de todos os tempos. Densa, dramática e extremamente romântica, a canção projetou a banda britânica de rock progressivo, cujo nome foi inspirado no nome de um gato e, mais tarde, emprestado para batizar um asteroide.

 
<< Início < Anterior 1 2 3 Próximo > Fim >>

Expediente

Mapa do Site :: Portal Universo IPA - 1º lugar na Intercom Nacional de 2008 :: Expediente
Creative Commons © 2005-2013 :: AJor - Agência Experimental de Jornalismo IPA