banner multi
Capa Memória Cultura Sir Ridley Scott, um diretor visionário
Sir Ridley Scott, um diretor visionário Imprimir
Escrito por Bruno Moura e Thamires Rosa   
Quarta, 04 de Julho de 2012 - 11:11

prometheusEstreou no dia 15 de junho Prometheus, o filme que é prelúdio de Alien: O Oitavo Passageiro de 1979. Em comum entre os dois, está o diretor Ridley Scott, que começou a desenvolver o projeto do filme já no inicio dos anos 2000. Quisera o destino que o projeto fosse barrado para a produção de Alien vs Predador, que apresentou duas franquias no maior quebra pau, sem dar a mínima importância para um bom roteiro, uma boa história e subestimando a inteligência do espectador.

Em meados de 2009, Ridley Scott voltou a demonstrar interesse pelo projeto. O diretor definiu que Prometheus tem "traços do DNA de Alien, por assim dizer", e assim ele retoma todo o universo criado em 79, mostrando a origem da humanidade. O desenrolar da trama revela como tudo começou.

Ridley Scott, também é conhecido como Sir Ridley Scott, já que em 2003 recebeu o título britânico de Sir que significa "aquele que tem dominio sobre algo", ficou conhecido por ser um dos diretores mais versáteis da atualidade, tendo trabalhado numa gama variada de filmes.

Seu primeiro filme, que entre a criação, financiamento e produção levou cinco anos, Os Duelistas (1977) foi muito criticado, apesar de receber uma premiação especial em Cannes. O thriller de ficção científica Alien, O Oitavo Passageiro foi um sucesso bem maior e inesperado. Ele rendeu ainda três sequencias: Aliens - O Resgate (1986), Alien 3 (1992) e Alien - A Resurreição (1997), contudo, não teve envolvimento nas continuações.

Entre os filmes que o diretor inglês trabalhou, além de Alien: O Oitavo Passageiro e Prometheus, estão: o aclamado Blade Runner (1982), 1492 - A Conquista do Paraíso (1992), Gladiador (2000), Falcão Negro em Perigo (2000), Hannibal (2001), Cruzada (2005), Um Bom Ano (2006), O Gângster (2007), Rede de Mentiras (2008) e Robin Hood (2010).

Entre estes filmes, Cruzada tem um episódio marcante que envolve o diretor. Durante as gravações do filme, no Marrocos, em 2004, Scott recebeu ameaças de morte. O governo do país teve que garantir a sua proteção contra extremistas islâmicos, que não gostaram de algumas cenas de batalha que foram gravadas.

E se há uma peculiaridade entre os grandes diretores, é no fato de a maioria possuir parcerias com algum ator em específico. Alguns exemplos clássicos são as parcerias como Clint Eastwood e Sergio Leone, Robert De Niro e Leonardo DiCaprio junto com Martin Scorsese, Brad Pitt e David Fincher, Penélope Cruz e Pedro Almodóvar. No caso de Ridley Scott, a parceria envolve Russel Crowe. Ambos trabalharam juntos, pela primeira vez, no filme Gladiador, e por ironia do destino, o papel de Crowe havia sido oferecido para Mel Gibson que não aceitou. De lá, voltariam a se reencontrar no filme Um Bom Ano, O Gângster, Rede de Mentiras e por último em Robin Hood.

Chegou a receber três indicações para o Oscar, com Thelma & Louise (1992), Gladiador e Falcão Negro em Perigo. Mas Ridley Scott é considerado mais um dos bons diretores "amaldiçoados". Essa consideração se deve às ótimas críticas que recebeu por seus filmes, mas por jamais ter ganho um prêmio da academia. Apesar disso, Alien: O Oitavo Passageiro recebeu o Oscar de Melhores Efeitos Visuais. Já no caso do filme Gladiador, houve quatorze indicações que resultaram em cinco conquistas, das quais foram: melhor filme, ator principal (Russel Crowe), melhor figurino, efeitos especiais e som.

Mesmo realizando tantos filmes aclamados e considerados bons, Ridley Scott é atormentado pela sombra de Blade Runner. Muitos especialistas consideram que nenhum de seus filmes conseguiu superar o clássico de 82. Um fator que reforçou este pensamento foi o lançamento de Hannibal, em 2001, considerado "decepcionante" pela crítica e fãs do diretor.

A tentativa de retomar a franquia Alien com Prometheus, foi para responder perguntas relacionadas à origem dos Aliens e do Space Jockey, o corpo do alienígena encontrado na nave, e de onde surge o alien do filme de 79. Scott aliou tudo isso ao mistério que envolve a origem da humanidade. Quanto ao resultado, pode-se dizer que ficou abaixo da expectativa, mas longe de ser considerado um filme ruim, e porque não dizer mediano.

O inglês ainda vai começar as filmagens de The Counselor. Na trama, um advogado, que será interpretado por Michael Fassbender (que atuou em Prometheus), é envolvido em uma negociação de drogas e termina lutando para sobreviver. Além de Fassbender estão no elenco Brad Pitt, Javier Bardem, Penélope Cruz e Cameron Diaz. Ridley Scott revelou recentemente que deseja trabalhar em uma continuação de Prometheus, após a conclusão de The Counselor, mas, a continuação segue dependente dos resultados do seu antecessor quanto à bilheteria.

Outro projeto do diretor, que não é considerado no momento como uma prioridade, é a continuação de Blade Runner, que deve ter participação de Harrison Ford, mas não como protagonista, dada a idade avançada do ator. Mas antes mesmo de The Counselor e das continuações de Prometheus e Blade Runner, Scott deve ainda concluir as gravações da cinebiografia da escritora Gertrude Bell, que pode ter Angelina Jolie como a protagonista.

Está engando quem achava que o diretor inglês anunciaria a aposentadoria, após o lançamento de Prometheus. Nos seus 74 anos, descanso deve ser a última alternativa que lhe passa pela cabeça.

 


Notícias relacionadas


Expediente

Mapa do Site :: Portal Universo IPA - 1º lugar na Intercom Nacional de 2008 :: Expediente
Creative Commons © 2005-2013 :: AJor - Agência Experimental de Jornalismo IPA