banner multi
Capa Memória Cultura O rock em 25 anos
O rock em 25 anos Imprimir
Escrito por Daniel Freire e Daniel Miranda   
Sexta, 04 de Abril de 2008 - 10:31

daniel-paralamas"Diversão" foi a música escolhida para abrir a apresentação da turnê que comemora os 25 Anos de Rock, das bandas de destaque nacional: Titãs e Paralamas do Sucesso, na sexta-feira à noite (04/04). O show rolou no Pepsi On Stage, para um público de quase três mil pessoas. Assim como o nome da primeira canção, a platéia se divertiu à beça, cantando e pulando do início ao fim do espetáculo.

As outras músicas também levaram o público ao delírio: "O Calibre", Marvin e Selvagem - está última, com o reforço do guitarrista, Andreas Kisser, da banda Sepultura, um dos convidados da festa que ainda tocou a música Policia e entre outras.

Houve momentos em que cada banda se apresentou separadamente. A primeira delas foi os Paralamas do Sucesso, onde o trio formado por Herbert Vianna, Bi Ribeiro e João Barone. O grupo desfilou os seus maiores hits, como: Lanterna dos Afogados, Vital e Sua Moto e Ela Disse Adeus. No final da parte solo dos Paralamas, Herbert agradeceu ao público: "É com muita satisfação que a gente toca pra todos vocês. Muito obrigado".

Logo após, as bandas juntaram-se no palco e tocaram mais algumas canções como: A Novidade e Sonífera Ilha. Chegou, então, a hora da apresentação do show solo dos Titãs. O grupo formado pelos músicos Charles Gavin, Paulo Miklos, Tony Belotto, Sérgio Britto e Branco Mello, assim como os Paralamas, também tocaram os seus maiores sucessos, como: Epitáfio, AA UU e Homem Primata. O show teve ainda, altas doses de Rock'n Roll. Passando por momentos mais intimistas, e que renderam a tona do espetáculo.

Mas a noite ainda tinha mais duas atrações. Uma delas, o cantor e compositor argentino Fito Paez, muito ovacionado pela galera, que cantou ao lado dos Titãs Go Back. E, com os Paralamas, a canção Trac Trac, ambas de sua própria autoria, e com o passar dos anos tiveram suas versões feitas pelos músicos brasileiros. O outro convidado da noite foi o ex-integrante titânico, Arnaldo Antunes. Ele interpretou as canções Comida e Lugar Nenhum.

O show ainda contou com um set list de mais de 30 músicas, o que determinou o tempo de duas horas de muito rock nacional. Um dos momentos mais representativos do evento foi o duelo de baterias em Cabeça de Dinossauro, em que Gavin e Barone deram uma aula de baquetas.

Impossível não se deixar levar pela qualidade musical que as bandas possuem. A fusão de repertórios foi perfeita, e o prazer que ainda demonstram sentir no palco, os oito sobreviventes da geração da década de 80, foi visível.

Outras canções foram lembradas por ambas as bandas, e de muito sucesso, como: Alagados, Lourinha Bombril, A Melhor Banda de Todos os Tempos da Última Semana, Bichos Escrotos e Óculos. E também as canções de outros compositores foram tocadas como: Aluga-se, do maluco beleza Raul Seixas, e a efervescente, crítica e infelizmente sempre atual Que País é Este? da Legião Urbana.

A turnê 25 Anos de Rock, já rodou cidades como Belo Horizonte, Salvador, São Paulo e Rio de Janeiro. Entre a partilha do palco pelas duas bandas e o revezamento solo de cada uma delas, até o desfile de convidados tudo conspirou para uma noite de deleite de todos os presentes. A última sexta-feira, Porto Alegre foi contemplada com os discursos afinados das letras contundentes e as melodias bem elaboradas. O público deu a sua resposta, e fez coro acompanhando a sublimidade artística das duas maiores bandas - em atividade - do Rock nacional.

 


Notícias relacionadas


Expediente

Mapa do Site :: Portal Universo IPA - 1º lugar na Intercom Nacional de 2008 :: Expediente
Creative Commons © 2005-2013 :: AJor - Agência Experimental de Jornalismo IPA