banner multi
Capa Memória Cultura Viagem ao Centro da Luz. Quase dois séculos de história
Viagem ao Centro da Luz. Quase dois séculos de história Imprimir
Escrito por Elisângela Veiga da Silva   
Sexta, 28 de Maio de 2010 - 10:50

verissimo-04A exposição 'Viagem ao Centro da Luz' conta a história do bairro mais antigo de Porto Alegre, o Centro Histórico, sob o viés da iluminação pública e das fontes de energia. A mostra sensorial é realizada em parceria entre o Museu de Eletricidade do Rio Grande do Sul (MERGS) e o Centro Cultural CEEE Érico Veríssimo (CCCEV), com patrocínio do Grupo CEEE. Tendo em vista o grande interesse que a mostra despertou nos gaúchos, desde o seu início, em novembro de 2009, se estenderá até julho próximo.

A partir de janeiro de 2008, o Centro de Porto Alegre passou a se chamar "Centro Histórico". E em novembro de 2009, todos os museus de Porto Alegre realizaram uma série de homenagens em comemoração ao aniversário do centro da capital ,denominada de "Festival Centro Histórico de Porto Alegre", proposta por grupos de instituições e cidadãos envolvidos nesta reconstituição histórica do bairro. E a contribuição do Museu da Eletricidade e do Centro Cultural Érico Veríssimo foi a exposição Viagem ao Centro da Luz, que segundo a coordenadora cultural da exposição, Sabrina Lindemann, tem o objetivo de retomar a história do bairro a partir da iluminação pública, do progresso e da possibilidade que a energia elétrica levou para o centro, acrescentando uma característica noturna ao bairro, a boêmia, desde 1830 até os dias atuais.

O trajeto da exposição percorre os 180 anos da história do Centro Histórico, abrangendo, além da iluminação e da eletricidade, os costumes, a literatura, a cultura e a estética dos períodos mostrados.

O desenvolvimento da cidade é mostrado com cenários e iluminações fidedignos à ordem cronológica da exposição, transmitindo a sensação de vivenciamento real àqueles tempos.

A viagem começa mostrando os primeiros postes de iluminação à base de óleo de baleia e a gás, passando pela pujança obtida com o advento da eletricidade, o que possibilitou a iluminação incandescente e as diferentes tecnologias atuais de iluminação.

A mostra conta, também, a história do prédio do Museu, do primeiro luminoso publicitário da cidade, em 1929, com a inscrição "Força e Luz". Na exposição, a energia elétrica e a iluminação são observadas com sensibilidade, relatadas pelos escritores gaúchos Achylles Porto Alegre (1848-1926) e Athos Damasceno Ferreira (1902-1975), que utilizaram o progresso como uma das fontes de inspiração para seus poemas e crônicas.

Ao final do percurso, o visitante pode assistir um filme, produzido pelo CCCEV, com uma junção de notícias e dados estatísticos sobre o consumo de energia no Rio Grande do Sul, nos últimos 30 anos. A a intenção ´´e promover reflexões sobre o desenvolvimento e os incidentes, excessos e desperdícios de energia elétrica. O filme engloba fatos marcantes sobre o tema, como os apagões ocorridos em 2001 e em novembro de 2009, e a seca no Estado, que ocasionou o ineficiente funcionamento das usinas hidrelétricas no início do ano de 2009, entre outros fatos marcantes ligados ao assunto.

A visita guiada dura em torno de 30 minutos, com intervalos de 45 minutos a cada trajeto. A exposição é gratuita e aberta para todas as faixas etárias. O CCCEV está localizado na Rua dos Andradas, 1223, Centro Histórico, Porto Alegre. As visitas ocorrem de terça a sexta-feira, das 10h às 19h, e aos sábados, das 11h às 18h.

galeria

 


Notícias relacionadas


Expediente

Mapa do Site :: Portal Universo IPA - 1º lugar na Intercom Nacional de 2008 :: Expediente
Creative Commons © 2005-2013 :: AJor - Agência Experimental de Jornalismo IPA