banner multi
Capa Memória Cultura Robin Hood e a opressão na Inglaterra medieval
Robin Hood e a opressão na Inglaterra medieval Imprimir
Escrito por Rafaela Haygertt   
Quinta, 17 de Junho de 2010 - 16:30

robin-hood

Como se espera em um filme que narra as aventuras de Robin Hood, dirigido por Ridley Scott, cada minuto do longa é um grito de guerra contra a tirania e a opressão.

Apesar de trazer uma perspectiva diferente do herói escondido nas florestas a essência de Robin continua a mesma, rebelde e com muita sede de justiça.

Ricardo Coração de Leão, no entanto, não é o mesmo rei a quem Robin é extremamente leal em todas as histórias. Ricardo aparece como um monarca em decadência e acaba morto por sua própria estupidez.

Nem Marion, o grande amor do justiceiro, interpretada por Cate Blanchet, é a mesma. Ela também luta ao lado do amante por justiça. A atuação de Russel Crowe dá o tom humorístico que não pode faltar em Robin Hood.

Ridley Scoot ganha ao utilizar diversos elementos históricos, como a criação da Carta Magna e a vida dos camponeses da Inglaterra na Idade Média. O desvario das cruzadas também é mostrado, o que deixa o filme ainda mais político.

Mas, não se enganem. A história de Robin Hood ainda é romântica. Mostra aquele romantismo ingênuo e nos faz acreditar que a vida pode ser, sim, mas justa.

Informações técnicas
Título no Brasil: Robin Hood
Título Original: Robin Hood
País de Origem: EUA / Reino Unido
Gênero: Aventura
Classificação etária: 12 anos
Tempo de Duração: 148 minutos
Ano de Lançamento: 2010
Estreia no Brasil: 14/05/2010
Estúdio/Distrib.: Universal Pictures
Direção: Ridley Scott

Elenco
Russell Crowe, Cate Blanchett, Max von Sydow, William Hurt, Mark Strong, Oscar Isaac, Danny Huston, Eileen Atkins, Mark Addy

 


Notícias relacionadas


Expediente

Mapa do Site :: Portal Universo IPA - 1º lugar na Intercom Nacional de 2008 :: Expediente
Creative Commons © 2005-2013 :: AJor - Agência Experimental de Jornalismo IPA