banner multi
Capa Memória Cultura Arlindo Cruz na Capital
Arlindo Cruz na Capital Imprimir
Escrito por Daniel Miranda   
Sexta, 13 de Agosto de 2010 - 12:40

Arlindo-CruzAssim que soaram os primeiros acordes, seguidos dos dizeres: "Boa noite, Porto Alegre! O bicho vai pegar", foi a mensagem que o sambista e compositor Arlindo Cruz precisou para dar início na sua apresentação na noite dessa quinta-feira, 12, no Bar Opinião.

O músico, com mais de 30 anos de carreira, trouxe ao palco gaúcho vários clássicos, dentre eles: Será Que É Amor e Favela. Estes e outros tantos sucessos estão registrados no seu último trabalho, que originou a gravação do CD e DVD MTV Ao Vivo, lançado em 2009.

O artista subiu no palco acompanhado de sua banda, os músicos: Julinho Santos (violão), Gegê D'Angola (cavaco), Dudu Dias (baixo), Azeitona (pandeiro), Ovídio Brito (pandeiro e cuíca), Marechal (tantã), Flavinho (surdo) e Tico (repique).

Durante o show, Arlindo relembrou canções de seus parceiros como Beth Carvalho, a madrinha do Zeca Pagodinho, com Camarão Que Dorme A Onda Leva, o grupo Fundo de Quintal, do qual fizeste parte no início da carreira, cantou Ô Irene e Bagaço da Laranja.

Em outro momento do show, o músico, sempre sentado e tocando seu banjo, fez um pot pourri com Samba de Arerê, Coisinha do Pai e Vou Festejar sendo ovacionado pelo público. Depois, ele seguiu com as canções do seu último álbum: Além do Meu Querer, A Pureza da Flor e Chegamos ao Fim.

No final, Arlindo, antes de se despedir dos gaúchos, que lotaram o Bar Opinião, tocou mais dois sucessos: Quem Gosta de Mim e O Show Tem Que Continuar.

 


Notícias relacionadas


Expediente

Mapa do Site :: Portal Universo IPA - 1º lugar na Intercom Nacional de 2008 :: Expediente
Creative Commons © 2005-2013 :: AJor - Agência Experimental de Jornalismo IPA