banner multi
Capa Memória Cultura Dia Nacional do Samba na Quadra da Imperadores
Dia Nacional do Samba na Quadra da Imperadores Imprimir
Escrito por Daniel Miranda   
Domingo, 05 de Dezembro de 2010 - 00:15

diadosambaOs cantores, compositores e sambistas Arlindo Cruz, Délcio Luiz e Reinaldo estiveram na sexta-feira, 03, se apresentando em Porto Alegre, na Quadra da Imperadores do Samba, em comemoração ao Dia Nacional do Samba (02 de dezembro).

O primeiro a cantar para o público gaúcho foi Délcio Luiz, ex-integrante do Grupo Raça e Kiloucura, que trouxe diversos clássicos da sua carreira, como: Volta de Vez Pra Mim, Pela Vida Inteira e Eu e Ela. Délcio aproveitou para tocar em seu violão as canções de outros grupos como Exaltasamba e Pixote, porém compostos por ele: Alma Gêmea, Eu Choro e Brilho de Cristal. Délcio, literalmente, contagiou a todos os gaúchos.

O cantor Reinaldo, que leva o apelido carinhoso de Príncipe do Pagode, também aguardado pela platéia, trouxe para eles diversos sucessos: Inigualável Paixão, Lucidez, Falsa Consideração, Facho da Esperança e Momento Infeliz, todas cantadas pelo público.

O último a subir no palco foi Arlindo Cruz, que ovacionado pelos fãs, disse: "Boa noite, Porto Alegre!", dando assim início na sua apresentação. O músico tocou vários clássicos: Será Que É Amor, O Meu Lugar e Além do Meu Querer. Estes e outros tantos sucessos foram gravados no seu último trabalho, o CD e DVD MTV Ao Vivo, lançado em 2009.

No meio da sua apresentação, a galera se surpreendeu quando Arlindo Cruz chamou para uma participação especial, Marcelo D2, que na noite anterior havia tocado no Bar Opinião, onde cantaram as músicas Mão Fina, Favela, e Malandragem Dá Um Tempo, de Bezerra da Silva.

Durante o show, Arlindo ainda lembrou canções de seus outros parceiros como Beth Carvalho, a madrinha do Zeca Pagodinho, com Camarão Que Dorme A Onda Leva, o grupo Fundo de Quintal, do qual fizeste parte no início da carreira, cantou Ô Irene e Bagaço da Laranja.

Em outro momento do show, Arlindo fez um pot-pourri com Samba de Arerê, Coisinha do Pai e Vou Festejar sendo aplaudido pelo público. Depois, ele seguiu com as canções do seu último álbum: Chegamos ao Fim e A Pureza da Flor.

 


Notícias relacionadas


Expediente

Mapa do Site :: Portal Universo IPA - 1º lugar na Intercom Nacional de 2008 :: Expediente
Creative Commons © 2005-2013 :: AJor - Agência Experimental de Jornalismo IPA