banner multi
Capa Memória Cultura Moda Um 'Donna Fashion' bem mais acessível!
Um 'Donna Fashion' bem mais acessível! Imprimir
Escrito por Edimar Blazina   
Sexta, 24 de Setembro de 2010 - 18:22

65Enquanto dezenas de pessoas disputam um convite vip para os desfiles do Donna Fashion Iguatemi, um público considerável assistia – gratuitamente, a um desfile na rua Voluntários da Pátria, famosa por seu comércio popular em Porto Alegre. A diferença entre eles era apenas uma: o valor das peças.

Uma movimentação atípica chamava atenção de quem circulou pelas ruas centrais de Porto Alegre na tarde desta quinta-feira, 23 de setembro. Um grupo de pedestres transformou avenida em arquibancada e vitrine em passarela, pois um centro de compras da capital armou um verdadeiro desfile em plena avenida Voluntários da Pátria.

A ação foi promovida pelo Hipo Fábricas e, de acordo com a assessoria do evento, o intuito foi de apresentar um desfile com peças que podem ser adquiridas a preços acessíveis. Todos os produtos vieram dos expositores do shopping. "São looks completos de estilo, exigência da mulher moderna e descolada", afirma a assessoria.

E o público comprou a ideia. As escadas do Centro Popular de Compras, o Camelódromo que fica em frente ao shopping, ficaram lotadas de curiosos que se divertiam com as apresentações de grupos de hip hop, além, é claro de conferir as belas modelos que coloriam a passarela.

O desfile do Hipo Fábricas, que apresentou a coleção primavera-verão 2011, aconteceu paralelo ao concorrido Donna Fashion Iguatemi - DFI. Repleto de marcas famosas e grandes nomes da moda brasileira, o DFI é direcionado ao público que entende e gosta do meio fashion. As palavras da jornalista Mauren Motta, conhecida por produzir diversos editoriais e campanhas do mundo da moda, definiu bem a ação promovida no centro "é a classe C na passarela", ressaltou ela em seu Twitter.

 


Notícias relacionadas


Expediente

Mapa do Site :: Portal Universo IPA - 1º lugar na Intercom Nacional de 2008 :: Expediente
Creative Commons © 2005-2013 :: AJor - Agência Experimental de Jornalismo IPA