banner multi
Capa Memória Coberturas Especiais Gestão do Sindicato dos Jornalistas do RS é aprovada pela categoria
Gestão do Sindicato dos Jornalistas do RS é aprovada pela categoria Imprimir
Escrito por Rafaela Haygertt   
Quinta, 19 de Agosto de 2010 - 07:54

jose-nunesNo último dia 29 de julho, os jornalistas do Rio Grande do Sul elegeram, pela segunda vez, a chapa do presidente José Nunes para liderar o sindicato da categoria no Rio Grande do Sul. Os jornalistas também puderam comemorar o primeiro gaúcho na presidência da Federação Nacional dos Jornalistas, Celso Schröder.

Nunes foi reeleito com 92,44% dos votos. Ao todo, cerca de 331 jornalistas votaram nesta eleição. A posse ocorre no 34º Congresso Estadual dos Jornalistas, que acontece de 18 a 21 de agosto.

Jornalista desde 1995, o atual presidente é formado pela Unisinos. Já trabalhou na Zero Hora, no jornal Pioneiro e no Grupo Sinos. Atualmente está no VS. Sua primeira gestão no Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Sul foi em 2007.

Durante esse período, os jornalistas e o sindicato sofreram um revés com a desregulamentação da categoria. "Não foi negligência, sempre alertamos que isso poderia acontecer", afirma o jornalista. Segundo Nunes, essa foi a principal bandeira da última gestão e continuará sendo nesta.

O presidente se mostra otimista. "Tenho certeza que o Sindicato continuará a realizar tudo o que foi proposto". E como conquista, ressalta a criação do Núcleo de Estudantes de Jornalismo, o NEJ. Nunes garante que é fundamental fazer com que os estudantes entendam a importância da sindicalização e que, "acima de tudo somos uma categoria profissional". E complementa: "Nós jornalistas não nos vemos como trabalhadores".

Com relação aos planos da atual gestão, o presidente destaca a organização de uma grande campanha de sindicalização e a criação de novas delegacias regionais. A sede do Sindicato também deverá ser contemplada com reformas e melhorias.

Em nível nacional, a Federação Nacional dos Jornalistas também já tem alguns projetos delineados. E as suas principais metas são o encaminhamento de um projeto para criação do Conselho Federal dos Jornalistas (CFJ), a criação de um piso nacional de seis salários mínimos e, é claro, a volta da exigência do diploma para exercer a profissão.

Executiva
Presidente - José Nunes
Primeiro vice-presidente - Milton Simas
Segundo vice-presidente - José Carlos Torves
Primeiro secretário - Salvador Tadeo
Segundo secretário - Jorge Correa
Primeiro tesoureiro - Antônio Barcellos
Segundo tesoureiro - Marco Antônio Chagas

Suplentes da Executiva
- Cláudio Fachel - Vera Daisy Barcellos

Diretoria geral
- Celso Sgorla
- Ludwig Larré
- César Augusto
- Renato Bohusch
- Mauro Saraiva Jr
- Léo Nuñes
- João Silvestre
- Robinson Estrasulas
- Cláudio Garcia
- Luiz Armando Vaz
- Márcia Carvalho
- Márcia Martins
- Pedro Luiz Osório
- Elisa Pereira
- Alan Bastos

Comissão de Ética
- Antônio Hohlfeldt
- Erci Torma
- Cristiane Finger
- José A. Vieira da Cunha
- Flávio Porcello
- Edelberto Behs
- Carlos Bastos
- Sandra de Deus
- Marcos Santuário
- Celestino Meneghini

Conselho Fiscal
- Celso Schröder
- Neusa Nunes
- Arfio Mazzei
- Jeanice Ramos
- Cleber Moreira
- Thaís D´Ávila

 


Notícias relacionadas


Expediente

Mapa do Site :: Portal Universo IPA - 1º lugar na Intercom Nacional de 2008 :: Expediente
Creative Commons © 2005-2013 :: AJor - Agência Experimental de Jornalismo IPA