banner multi
Capa Memória Coberturas Especiais Diploma de Jornalismo Assembleia derruba veto de Yeda Crusius
Assembleia derruba veto de Yeda Crusius Imprimir
Escrito por Matheus Pannebecker e Rafaela Haygertt   
Sexta, 21 de Maio de 2010 - 18:05

diploma-79Desde que a não-obrigatoriedade do diploma para se exercer a profissão de Jornalista foi instaurada no Brasil, diversos profissionais da área começaram a protestar contra a decisão. A situação ganhou contornos mais evidentes quando a governadora do estado do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius, vetou o projeto de lei que determina a obrigatoriedade ao diploma para os profissionais que atuam no serviço público estadual..

No entanto, os jornalistas gaúchos venceram mais uma batalha na luta pelo diploma. Na última terça-feira, 18 de maio, a Assembléia Legislativa do Estado derrubou o veto da governadora. Foram 35 votos contra e 3 a favor da decisão de Yeda Crusius. O projeto de Lei 236//2009 é de autoria do deputado Sandro Boka, do PMDB.

 Em entrevista ao Portal Imprensa, o presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio de Grande do Sul, José Nunes, afirmou que a decisão é uma vitória histórica e mostra a disposição de luta dos profissionais da imprensa.

O professor e mestre em Comunicação, do Centro Universitário Metodista, do IPA, Militão Ricardo, diz que a decisão da Assembléia Legislativa foi justa. "Acho muito difícil alguém encontrar trabalho sem o diploma. Num concurso sempre é solicitada uma formação superior, por que não jornalismo?", reflete.

O docente assegura que o importante não é o diploma, mas sim a formação. "Acho adequado que se contrate alguém com formação acadêmica, isso demonstra que a pessoa estudou e se preparou, o que é muito mais importante do que o próprio diploma", garante.

Os estudantes também participam da luta. Defensora da obrigatoriedade do diploma, a acadêmica do terceiro semestre de Jornalismo, Alessandra Rodrigues, comemorou a derrubada do veto. "Achei de extrema importância e grande valia a derrubada do veto da governadora. Acho sim que deve ser exigido diploma para jornalistas exercerem a profissão em poderes públicos no estado. Com o diploma, teremos mais ética nas notícias que são passadas para o público", defende a estudante.

 


Notícias relacionadas


Expediente

Mapa do Site :: Portal Universo IPA - 1º lugar na Intercom Nacional de 2008 :: Expediente
Creative Commons © 2005-2013 :: AJor - Agência Experimental de Jornalismo IPA