banner multi
Capa Memória Coberturas Especiais Feira do Livro Visitantes da 57ª Feira do Livro comentam as reformas da Praça da Alfândega
Visitantes da 57ª Feira do Livro comentam as reformas da Praça da Alfândega Imprimir
Escrito por Anselmo Cunha   
Terça, 08 de Novembro de 2011 - 15:32

feira-57As obras na Praça da Alfândega ainda não estão concluídas, e foram interrompidas para dar espaço a 57ª Feira do Livro. Mesmo sem estar finalizadas, as melhorias trazidas pelas reformas já são sentidas por freqüentadores da feira.

Em 2009, foram iniciadas obras de revitalização da praça. Polêmica pela demora e a burocracia envolvida nas construções, houve temores de que a Feira do Livro de 2011 pudesse ser prejudicada, o que não ocorreu. As obras foram paralisadas para que a Feira fosse realizada sem problemas, e mesmo em andamento, as melhorias trazidas pela revitalização já podem ser sentidas pelos seus freqüentadores.

"Muito bom", assim classificou a professora Janaína da Silva Forte, de 34 anos, em relação aos resultados da obra até aqui. Com a reforma, "a gente tem mais espaço pra circular. Cada vez a Feira do Livro fica maior, então é importante aprimorar o espaço que a gente ocupa", comenta Janaína. O advogado Adalberto Candido, de 64 anos, concorda. Para ele, mesmo com as obras ainda não concluídas já houve mudanças relevantes: "efetivamente há melhora na estrutura da praça, a disposição das tendas ficou bastante boa", comenta.

A reforma na Praça da Alfândega teve inicio em junho de 2009 com o objetivo de recuperar o formato idealizado em 1924, com vegetação mais baixa e maior iluminação natural. Após o término da Feira do Livro as obras, orçadas em R$2,9 milhões, seguem em andamento com previsão de término para o segundo semestre de 2012.

 


Notícias relacionadas


Expediente

Mapa do Site :: Portal Universo IPA - 1º lugar na Intercom Nacional de 2008 :: Expediente
Creative Commons © 2005-2013 :: AJor - Agência Experimental de Jornalismo IPA