banner multi
Capa Memória Coberturas Especiais Feira do Livro Frei Rovilio e a Imigração Italiana
Frei Rovilio e a Imigração Italiana Imprimir
Escrito por Manuela Rysdyk   
Segunda, 16 de Novembro de 2009 - 14:54

feira-rovilio

Na parte internacional da Feira do Livro, entre outros países, está a Itália. No Rio Grande do Sul 30% da população é descendente de italianos. Espalhados por todo Estado, muitos deles não sabem por onde começar o resgate de sua história. Uma das bancas, na ala internacional, pretende ajudar essa parcela da população gaúcha se encontrar na história.

Grande parte das pesquisas realizadas e publicadas sobre imigração italiana aqui do estado se deve ao Frei Rovilio Costa. Quem procura resgatar suas origens, certamente vai utilizar uma de suas obras nas buscas. Segundo Cláudia Antonini, a proposta da banca na feira é de unir serviços para a sociedade italiana que vive no estado. No total são 12 participantes, entre associações, federações e grupos. “A união faz a força”, fala Antonini, pois estar na feira é muito caro. Esse é o terceiro ano que participam. Durante o evento, o participante pode fazer uma consulta grátis, onde o seu nome é confrontado com outros 435 mil cadastrados em um sistema. Um número bastante significativo que tende a aumentar. Durante a feira não vendemos muito, a maioria das pessoas nem sabem que existem esses dados registrados em livros, aqui é que acontece o primeiro contato”, diz Antonini.

O brasileiro que mora há 15 anos na Itália, Imir Mulato e trabalha na busca de informações para quem está no processo de dupla cidadania, diz que o grande objetivo do estande é manter vivo o trabalho do Frei Rovilio. “No RS o trabalho do escritor é fundamental, pois resgatou a história de milhares de famílias”, complementa Mulato.

Tanto Antonini como Mulato começaram a trabalhar com cidadania italiana, depois de iniciar as buscas de suas origens. Ambos destacam o trabalho de Rovilio como ‘fundamental para a história do Rio Grande do Sul’. Para que o resgate às origens permaneça, uma publicação, com 20 histórias selecionadas, está sendo preparada, garante Cláudia. Se você quer saber mais sobre o assunto, acessa lá:

WWW.cidadaniaitaliana.org

WWW.agenziabrasitalia.it

Frei Rovilio Costa é um dos grandes nomes quando se trata da cultura italiana no Brasil. Faleceu em 13 de julho de 2009, em Porto Alegre. Em 2005, foi patrono da Feira do Livro de Porto Alegre e deixou várias obras publicadas, entre elas: Psicologia da fraternidade religiosa, 1973; Personalidade e ciência social, 1974; Imigração Italiana no RS: vida, costumes e tradições, 1975; Antropologia visual da Imigração italiana, 1976; Descrição dos antecedentes da delinqüência juvenil em Porto Alegre, 1976; Delinqüência juvenil: antecedentes, 1976; Os italianos do RS, 1980; Práticas de comunicação, 1983; Imigração Italiana no RS: fontes históricas, 1988; Povoadores da Colônia Caxias, 1992; Colônias Italianas Dona Isabel e Conde d'Eu, 1991; Povoadores das colônias Alfredo Chaves, Guaporé e Encantado, 1997; Os capuchinhos do Rio Grande do Sul, 1996; Povoadores de Cotiporã, 2 vs. 1998; Far la Mèrica, 1991; Gli Italiani del RS, 1987; La presenza italiana nella Storia e nella cultura del Brasile, 1990.

 


Notícias relacionadas


Expediente

Mapa do Site :: Portal Universo IPA - 1º lugar na Intercom Nacional de 2008 :: Expediente
Creative Commons © 2005-2013 :: AJor - Agência Experimental de Jornalismo IPA