banner multi
Capa Memória Coberturas Especiais Feira do Livro Projeto Fora da Feira vai ao Bairro Tristeza
Projeto Fora da Feira vai ao Bairro Tristeza Imprimir
Escrito por Gisele Perna   
Segunda, 08 de Novembro de 2010 - 16:00

feira-descentralizadaA ação de descentralização da Feira do Livro é uma solução para levar o incentivo à leitura para comunidades carentes. Todos os sábados, durante o período de realização da Feira do Livro, acontece o projeto 'Feira Fora da Feira', uma descentralização da Feira do Livro para as comunidades que não têm acesso ao local tradicional da Praça da Alfândega.

A ação já transcorre há três anos, em parceria com a Câmara do Livro e a Frente Parlamentar de Incentivo à Leitura, da Câmara Municipal, liderada pela vereadora Fernanda Melchionna, do PSOL. Segundo Fernanda, "o ato de provocar a leitura é o norte do programa, e a Feira do Livro é um bom evento para que isso ocorra, além de trazer consigo um marco histórico da cidade de Porto Alegre".

Neste sábado, foi a vez do Ponto de Cultura do bairro Assunção receber as atividades da feira. Os preparativos iniciaram às 15 horas com uma performance da atriz Telma Scherer.

Aos poucos as pessoas começaram a lotar a Praça Comendador Souza Gomes, na Tristeza e as obras foram expostos para dar inicio ao troca-troca de livros. Algumas bibliotecas de escolas e entidades expuseram parte de seu acervo com o intuito de efetuar trocas com o publico presente. Além das atividades de incentivo à leitura, o evento contou com a participação do Grupo Cataventus, uma ONG que busca, através da integração social, contar histórias em diversas instituições como presídios, abrigos, asilos, escolas e comunidades carentes.

A Cataventus é especialista em levar a leitura para quem não tem cesso, através de uma dinâmica quase teatral. Seus integrantes utilizam-se de diversos recursos para tornar as histórias muito mais atraentes. A ONG também tem um espaço cedido pela Câmara do Livro na Feira, onde acontecem as atividades de contação de histórias na área infantil. Segundo a coordenadora, Érica Mylius, "a credibilidade da ação é justamente contribuir para a formação de uma consciência dos indivíduos através da leitura, bem como levar a alegria para todos aqueles que assistem aos espetáculos".

Outras atrações tomaram conta da Praça na tarde de sábado. O evento 'Feira Fora da Feira' contou também com atividades como a oficina de Leitura da Vila dos Pescadores, dirigida pelo oficineiro Diego Petrarca. Uma bela ação que leva a leitura para a Vila dos Pescadores, localizada na zona Sul da capital. Outra atração foi a Oficina de Leitura Compartilhada, com as autoras do livro "Outras Mulheres", organizada por Charles Kiefer, que trata de um encontro de escritoras que se uniram para mostrar a superioridade da sensibilidade feminina através da literatura.

O evento foi encerrado com uma bela apresentação do Grupo Circo Petit Poa, que mistura circo, teatro e musica ,com a encenações de três artistas que buscam através das apresentações tradicionais do circo, uma forma de inovar com a união das demais artes. O nome Petit Poa, refere-se a uma "pequena Porto Alegre", que em constante movimento permite a ação de diversas formas de expressão artística.

Vale ressaltar a importância desta atividade desenvolvida pelo Ponto de Cultura. A coordenadora Eliana Spinato, contou um pouco das ações que o Ponto oferece. "É muito difícil que as pessoas que moram nas periferias, saiam dela para tomar conhecimento de outras manifestações culturais. Por isso, a valorização do local para eles é importante na medida que incentivamos a construção e produção dos saberes locais".

Existem vários 'Ponto de Cultura' espalhados pelo Brasil. Só aqui em Porto Alegre há 20 pontos em comunidades carentes. Estes locais são promovidos pelo Ministério da Cultura e visa garantir a produção e a propagação das culturas locais. Durante três anos, o Ponto de Cultura ganha subsídios do Governo Federal para se estruturar, e após esse prazo, deve fazer parceria para o sustento e realizações de eventos.

O Ponto de Cultura do Bairro Assunção promove atividades ligadas à cultura Local, com oficinas de cinema, literatura, uma biblioteca comunitária e a organização de um bloco de carnaval para a comunidade local. A união entre o Ponto de Cultura e a Feira do Livro já acontece há três anos, desde que iniciou o processo de descentralização da Feira do Livro

 


Notícias relacionadas


Expediente

Mapa do Site :: Portal Universo IPA - 1º lugar na Intercom Nacional de 2008 :: Expediente
Creative Commons © 2005-2013 :: AJor - Agência Experimental de Jornalismo IPA