banner multi
Capa Memória Coberturas Especiais Fronteiras do Pensamento Fronteiras 2010 inicia com Miguel Nicolelis
Fronteiras 2010 inicia com Miguel Nicolelis Imprimir
Escrito por Matheus Pannebecker e Rafaela Haygertt. Fotos: Rafaela Haygertt   
Terça, 04 de Maio de 2010 - 17:09

dsc02754O Fronteiras do Pensamento, um dos mais importantes eventos culturais do Estado, iniciou a série de encontros com pensadores de renome mundial. O neurocientista brasileiro, Miguel Nicolelis, inaugurou o ciclo 2010.

Forte candidato a trazer o Prêmio Nobel de Medicina para o Brasil, Nicolelis participou, ontem à tarde, de uma coletiva de imprensa exclusiva, no hotel Intercity Premium. Essa é a primeira vez que o cientista visita o Rio Grande do Sul e demonstrou entusiasmo com sua passagem pelo estado: "É com muito prazer que visito o Rio Grande do Sul, um lugar com muita tradição e que também é palco de muitos heróis".

O consultor acadêmico da UFRGS, Donald Schüler, convidado para apresentar à imprensa o primeiro palestrante do Fronteiras do Pensamento, ressaltou que Nicolelis é um brasileiro que, apesar de realizar trabalhos no exterior, não se desprende nunca do Brasil. Schüler também destacou a importância do trabalho do cientista, que traz muitas inovações estrangeiras para o Brasil e é uma referência mundial em neuropróteses. Suas pesquisas visam, entre tantas funções, devolver a mobilidade aos portadores de necessidades especiais. A longo prazo, as investigações nesta área poderão curar inúmeras doenças como o mal de Parkinson.

Ciência, desenvolvimento social e sustentável, foram alguns dos assuntos tratados na entrevista coletiva. Miguel Nicolelis iniciou sua fala compartilhando diversas projeções e expectativas em relação a neurociência. Para o neurocirurgião, esse é o século do cérebro, e o Brasil se destaca, cada vez mais, como uma grande potência científica mundial no assunto. "À medida que a medicina avança, o cérebro passa a ser o fator mais importante na nossa qualidade de vida". E acrescentou: "a neurologia é brilhante para realizar os diagnósticos".

Segundo Nicolelis, o Brasil tem tudo para ser a grande potência científica tropical. "Temos grandes pesquisas, e salientou as áreas voltadas à energia alternativa e preservação da água.

No decorrer da coletiva, o cientista relatou o trabalho que realiza com crianças no estado de Natal, que é a sua grande paixão. "Nós escolhemos crianças consideradas 'rejeitadas' e 'irrecuperáveis'. Com o nosso projeto, elas se tornaram alunos-modelo e criaram sua própria auto-estima". O grupo selecionado trabalha com robótica, química, física, astronomia, entre outras matérias. "Eles dão um banho em qualquer aluno do ensino médio, ou até mesmo em um jovem que esteja entrando no curso de engenharia", orgulha-se. Para ele, projeto do Instituto Internacional de Neurociências de Natal, alia ciência com emoção, o que torna o aprendizado das crianças muito mais fácil. É também a prova de que a neurociência pode ser um agente de transformação social.

De acordo com o neurocirurgião ser cientista é perguntar à natureza e esperar a sua resposta; é ser pago para ser criança a vida inteira. "É errar até acertar. Estamos sempre experimentando", ressalta o palestrante.

O pesquisador trouxe, também, o seu ponto de vista sobre a situação da neurociência no mundo, incluindo as pesquisas para tratar doenças como o Parkinson e, também, sobre o método de ensino das faculdades. Ele ressaltou, mais de uma vez, a importância do Brasil e dos cientistas brasileiros: "O papel do cientista no Brasil é maior do que pensamos, e o mundo não está preparado para o nosso país. Somos o grande experimento da atualidade".

Nicolelis é co-diretor do centro de Neuroengenharia da Universidade de Duke, nos Estados Unidos, e também autor do livro 'Prazer em conhecer - A Aventura da Ciência e da Educação', juntamente com Dráuzio Varella e Gilberto Dimenstein.

Após a coletiva, o cientista realizou uma palestra no Salão de atos da UFRGS, sobre "A Neurociência do século XXI".

galeria

 


Notícias relacionadas


Expediente

Mapa do Site :: Portal Universo IPA - 1º lugar na Intercom Nacional de 2008 :: Expediente
Creative Commons © 2005-2013 :: AJor - Agência Experimental de Jornalismo IPA