banner multi
Capa Memória Esportes Pescadores e surfistas debatem área livre na Assembleia Legislativa
Pescadores e surfistas debatem área livre na Assembleia Legislativa Imprimir
Escrito por Manuela Pereira   
Terça, 09 de Junho de 2009 - 16:53

20090608_surfistas

A Comissão de Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia, da Assembleia Legislativa, realizou audiência pública na noite da segunda-feira dia 8 de junho, para debater o conflito entre os praticantes de esportes náuticos, especialmente o surfe, e pescadores profissionais do Litoral Norte.

Com o Plenarinho completamente lotado, a audiência de iniciativa do deputado Sandro Boka (PMDB) discutiu uma solução definitiva para um problema que já ceifou a vida de 48 surfistas nas praias gaúchas.

O presidente da Federação Gaúcha de Surfe, Orlando Carvalho defende que as praias disponham de uma área livre de redes de pesca com aproximadamente 2 quilômetros, sendo que o município com maior extensão de litoral, poderá ter mais de duas áreas livres para a prática de esportes.

Representando a Associação dos Pescadores de Cidreira, Paulo Pesca afirmou que no verão os pescadores se retiram, e no inverno quase não há prática de surfe, sendo contrário à proposta da Federação. Waldomiro Hoffmann, da Associação de Pescadores de Capão da Canoa disse que a idéia de aumentar a área livre não é boa, pois já existem limites bem claros. "É só o surfista ter respeito à sua própria vida", concluiu.

O deputado Sandro Boka considera que a delimitação que existe hoje, de 400 metros para a prática de esportes náuticos, é "uma indução à morte; é um espaço muito restrito". Ele disse que a audiência é início de um debate, já que pela primeira vez os surfistas compareceram para a discussão juntamente com os pescadores e demais autoridades. "Temos que encontrar uma forma de convivência entre pescadores e surfistas, para que não traga riscos à vida", apelou o parlamentar.

 


Notícias relacionadas


Expediente

Mapa do Site :: Portal Universo IPA - 1º lugar na Intercom Nacional de 2008 :: Expediente
Creative Commons © 2005-2013 :: AJor - Agência Experimental de Jornalismo IPA