banner multi
Capa Memória Esportes Sobrou chuva e faltou futebol
Sobrou chuva e faltou futebol Imprimir
Escrito por Rodrigo Figueiró   
Segunda, 28 de Setembro de 2009 - 10:05

Kleber

Com a chuva torrencial que caiu quase durante todo o domingo, 27, Inter e Flamengo tiveram muitas dificuldades em desempenhar um bom futebol. Se faltou uma boa partida, o placar no Beira Rio não poderia ter sido outro. E o jogo acabou empatado em zero, deixando o Inter em quarto lugar na classificação do Brasileirão.

Antes de começar a partida, a discussão tomou conta dos bastidores do Beira Rio. Enquanto a torcida chegava empolgada, porém em número pequeno, juiz e dirigentes discutiam se deveria haver jogo ou não. As condições do gramado eram péssimas para o desempenho de um bom futebol, porém questões de calendário (não haveria outra data para adiar a partida) predominaram e o jogo acabou saindo assim mesmo. A torcida acreditou e compareceu em bom número, devido as condições climáticas. Mais de 12 mil torcedores assistiram o empate.

Desde o início da tarde, funcionários do Internacional passavam um rodo no gramado do estádio, a fim de diminuir o acumulo de água no campo. A chuva hora apertava, outra diminuía. A partida resumiu-se em balão para cima.

No primeiro tempo, Inter e Flamengo tiveram apenas uma oportunidade clara de gol, cada um. Logo aos quatro minutos, Adriano cobrando falta chutou forte e Lauro defendeu com dificuldade, devido à bola molhada. Em seguida, a resposta do Inter, Kleber cruzou e Alecsandro desviou de cabeça para defesa de Diego. Aos 26, Alecsandro arriscou um chute de fora da área, sem perigo para o goleiro. “Da forma como estava o gramado, foi um jogo extremamente parelho”, resumiu o assessor de futebol do Inter, Giovanni Luigi.

Após dar uma trégua no primeiro tempo, a chuva voltou com força no segundo, para prejudicar mais a partida. Continuaram os balões para cima e os cruzamentos; única forma de jogo com as poças d’água que se formavam em campo. A segunda etapa também teve poucos lances que levaram perigo aos goleiros. Aos 30min, Alecsandro cruzou da esquerda e Edu cabeceou para defesa de Diego. Aos 41min, Adriano cobrou falta com violência e a bola passou muito perto do gol de Lauro.

O técnico Tite lamentou que a partida tivesse ocorrido nessas circunstâncias. Para ele o melhor seria adiar o jogo, mesmo com falta de datas para um próximo confronto. “É um crime o que aconteceu hoje, ainda bem que as duas equipes foram de uma lealdade extraordinária. Um atleta que erra o tempo de bola, embala com velocidade e não consegue travar, arrebenta um cara no meio”, desabafou

O Inter volta a campo na próxima quarta-feira ,30, quando enfrenta a Universidad de Chile pela Copa Sulamericana, em Cali. Pelo Brasileiro, o próximo desafio colorado será domingo que vem, contra o Coritiba, no Paraná.

galeria

 


Notícias relacionadas


Expediente

Mapa do Site :: Portal Universo IPA - 1º lugar na Intercom Nacional de 2008 :: Expediente
Creative Commons © 2005-2013 :: AJor - Agência Experimental de Jornalismo IPA