banner multi
Capa Memória Esportes Palmeiras vai a nocaute no brasileirão
Palmeiras vai a nocaute no brasileirão Imprimir
Escrito por Alexandre Paz   
Sexta, 20 de Novembro de 2009 - 12:13

palmeiras

Em noite que o Palmeiras escolheu o pugilismo, o Grêmio optou pelo futebol e surrou o adversário. Após levar o primeiro gol o zagueiro Mauricio e o atacante Obina se desentenderam, trocaram socos, foram expulsos e deixaram a equipe com nove em campo.

A partir daí o time treinado por Muricy Ramalho se tornou presa fácil. O dois a zero do tricolor sobre o verdão nesta quarta-feira (18/11), no Olímpico, levou a nocaute as pretensões de título da equipe paulista. Agora o líder São Paulo e o vice Flamengo têm oportunidade de se distanciarem ainda mais na tabela quando faltarão apenas dois jogos para o fim do campeonato.

O Palmeiras até começou com disposição. As primeiras chances surgiram em impedimento, bem marcado, do atacante paraguaio Ortigoza e em um lindo lance de Diego Souza, que tentou encobrir o goleiro Marcelo Grohe, mas mandou para fora. Depois disso o jogo ficou equilibrado até que aos poucos o Grêmio passou a dominar a partida e empilhar oportunidades desperdiçadas, principalmente com o atacante Maxi Lopez.

Aos 45 do primeiro tempo a supremacia se transformou em gol. O jogador argentino se recuperou das chances perdidas, deu um chapéu em Maurício e chutou, Marcos espalmou e Rafael Marques estufou a rede palmeirense. Foi o quinto gol do zagueiro artilheiro no brasileirão. A desvantagem no placar desestabilizou a equipe paulista.

Ao fim do primeiro tempo Maurício foi tomar satisfações de Obina. O zagueiro alegava que o atacante havia furado no cruzamento que culminou no gol de Rafael Marques. O tempo fechou, os jogadores trocaram empurrões e transformaram o gramado do Olímpico em ringue. Maurício acertou um tapa em Obina que respondeu com um direto no queixo do colega de equipe. O árbitro Heber Roberto Lopes mandou os dois mais cedo para o chuveiro. Com um a zero contra e dois jogadores a menos o Palmeiras passou o segundo tempo inteiro apanhando “nas cordas” como os adversários dos áureos tempos de Mike Tyson.

Em uma segunda etapa que parecia treino de ataque contra defesa, o sonho do penta campeonato nacional do Palmeiras foi a nocaute aos 25 minutos. Maxí Lopez, em típica jogada de raça argentina, trombou com dois defensores alviverdes, ganhou e incendiou as redes da equipe paulista.

Maior ídolo da equipe palmeirense, o goleiro Marcos disse que agora a briga do verdão é para conseguir se manter no G4. “O ano será um desastre se deixarmos escapar a vaga para a libertadores”, comentou.

No final de semana o São Paulo vai ao Engenhão enfrentar o Botafogo e o Flamengo recebe o Goiás, no Maracanã, e podem respectivamente abrir seis e cinco pontos de vantagem sobre o Palmeiras.

 


Notícias relacionadas


Expediente

Mapa do Site :: Portal Universo IPA - 1º lugar na Intercom Nacional de 2008 :: Expediente
Creative Commons © 2005-2013 :: AJor - Agência Experimental de Jornalismo IPA