banner multi
Capa Memória Esportes Brasil vence, mas não convence
Brasil vence, mas não convence Imprimir
Escrito por Maurício Freitas Husni   
Quinta, 02 de Abril de 2009 - 00:00

brasil

Com uma seleção sem grandes craques atuando em território nacional e com nomes pouco inspiradores, além de um adversário fraquíssimo, a passagem por Porto Alegre da Seleção Brasileira foi aquém do que se esperava.

Tanto é que, em momento algum, houve congestionamento ou grande fluxo de público em direção ao palco do jogo. Fruto também do trabalho exemplar da EPTC, é bem verdade, mas certamente teve a colaboração da ausência de torcedores.

Os poucos que se dirigiram ao estádio Beira-Rio foram animados por shows de artistas regionais, cantaram músicas tradicionais, mas deixaram toda a sua animação de lado com o início da partida. Em diversos momentos ouvia-se das arquibancadas até a conversa do árbitro com os atletas no transcorrer da partida.

Dentro de campo, essa apatia do torcedor era sentida. Sem aparentarem muita vontade, os atletas do Brasil tocavam bola sem objetividade e demonstravam certa displicência em algumas disputas de bola. Mesmo assim, ao natural, o Brasil chegou aos 2 gols do primeiro tempo. Luis Fabiano marcou ambos os tentos da Seleção Brasileira, tornando-se assim o único nome saudado pelo torcedor gaúcho devido a sua atuação.

Logo após os 2x0, a torcida começou a se movimentar. Não pela empolgação do jogo, mas sim pedindo para ver os craques locais Pato e Ronaldinho Gaúcho. No desenrolar do 2º tempo, após a marcação do 3º gol por Felipe Melo (ex-Grêmio), Dunga resolveu atender aos pedidos dos torcedores e colocou Alexandre Pato e Ronaldinho em campo, porém até estes atletas deixaram a desejar, não fazendo mais do que jogadas que arrancaram alguns aplausos dos torcedores.

Para todos que estiveram no Beira-Rio, ficou um gostinho de quero mais. Não tanto pelo placar, mas sim pela atuação da Seleção. Há muito a equipe brasileira não realiza um jogo oficial com uma atuação convincente. Esperava-se que, após as boas atuações contra Itália e Portugal a Seleção reencontrasse o futebol característico do nosso País, mas parece que este está cada dia mais longe da Seleção Nacional.

 
Expediente

Mapa do Site :: Portal Universo IPA - 1º lugar na Intercom Nacional de 2008 :: Expediente
Creative Commons © 2005-2013 :: AJor - Agência Experimental de Jornalismo IPA