banner multi
Capa Memória Geral Seu animalzinho também quer férias
Seu animalzinho também quer férias Imprimir
Escrito por * Jeferson Ferreira e Vinícius Moresco   
Terça, 14 de Junho de 2011 - 18:35

hotelamigocaocuritibaOs animais de estimação fazem parte de muitas famílias brasileiras e já são tratados como filhos. Mas há momentos em que, por problemas de infraestrutura, não é possível levá-lo a passeios com a família. Então, quando a decisão é não levar o animal para as férias, a saída é buscar um local especializado para deixá-lo sob os cuidados de profissionais.

O mercado de hospedagem para animais é um dos ramos que mais cresce em Porto Alegre, onde se registram mais de 110 locais serviço. E como o mercado exige comprometimento com o proprietário, a responsabilidade por parte do hotel é muito grande. E foi para conhecer como funciona este serviço formos atrás de informações.

Segundo a médica veterinária, Marilene Globo D'Ávila, proprietária do canil Wolfs Hunter, serviço de hospedagem para cachorros, a procura pela sua empresa aumenta significativamente durante as férias, seja ela de inverno ou verão. ¨A demanda pelo nosso serviço vem aumentando muito, e acompanha o crescimento do mercado pet ¨.

E não é à toa que o mercado de produtos e serviços para animais de estimação cresce de foma significativa. De acordo com a Associação Nacional dos Fabricantes de Alimentos para Pequenos Animais, o Brasil é o segundo país do mundo com maior população de animais domésticos, ficando apenas atrás dos EUA. São 28,8 milhões de cães, 13,08 milhões de gatos e 4 milhões de outros pets. Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que, nos últimos quatro anos, houve um aumento de 17,6% no número de cães e gatos no Brasil

O canil Wolfs Hunter existe há mais de 10 anos, e a veterinária se mostra realizada com o crescimento do mercado pet, não apenas como profissional, mas também como empreendedora do ramo de hotelaria canina. O que ela também constata nestes últimos anos é que, cada vez mais, os proprietários estão tratando seus animais como filhos, o que aumenta e muito a responsabilidade e os cuidados específicos para os animais.

Os cuidados com os animais começam logo na chegada ao estabelecimento e incluem alimentação, higiene, divisão de ambientes e horários de passeios. Mas Marlene lembra de um detalhe importante ao receber o animal, que é o seu temperamento. "É preciso ter muita atenção com os mais ariscos evitando que eles entrem em contato com outros animais". E ressalta: "No nosso canil não ficamos com cães de temperamento violento, porque se este animal se soltar podem ocorrer acidentes fatais, mesmo com funcionários treinados. Então quanto a isso o proprietário pode ficar bem seguro".

A veterinária também explica que este controle é pré-estabelecido através de uma agenda rigorosa. As cabanas, locais onde os animais dormem, são numeradas e divididas por porte e por espécie. Em momentos de recreação os animais são monitorados por pessoas especializadas, que também cuidam da alimentação e da higiene do local.

Com as alternativas para deixar o animal de estimação hospedado e bem cuidado, a família poderá fazer as malas com tranquilidade! Entretanto, vale o alerta de que é preciso conhecer bem e buscar referências sobre o local onde o animal vai passar os dias longe de sua família. O canil fornece 24 horas de assistência veterinária.

Diárias

Animais de pequeno porte: R$ 25
Grande porte: R$ 35
(alimentação fornecida pelo proprietário)

* Alunos da disciplina de Projeto Experimental 1

 


Notícias relacionadas


Expediente

Mapa do Site :: Portal Universo IPA - 1º lugar na Intercom Nacional de 2008 :: Expediente
Creative Commons © 2005-2013 :: AJor - Agência Experimental de Jornalismo IPA