banner multi
Capa Memória Geral A dúvida na hora de escolher o curso superior
A dúvida na hora de escolher o curso superior Imprimir
Escrito por Gabriele Rocha e Taiane Fagundes   
Segunda, 03 de Dezembro de 2012 - 11:15

dificuldades-faculdadeQuando os jovens terminam o ensino médio e precisam decidir qual carreira seguir, surgem dúvidas. São diversas as opções de cursos oferecidas pelas faculdades. O que é comum na maioria é que, diante de tantas opções, não sabem ao certo qual curso escolher. Têm jovens que sabem o que gostariam de fazer; há os que não têm nem ideia do que cursar e os que entraram em algum curso, mas optam por mudar.

O estudante do ensino médio Milton Santellano, de 19 anos, ainda não escolheu que o que vai cursar no ensino superior. "Tenho dúvidas sobre como funcionam os cursos e como são as aulas. Queria poder esclarecê-las antes de começar algo", afirma. Segundo Milton, na hora de escolher o curso vai levar em conta o quanto ele se identifica e se ele vai conseguir satisfação na vida seguindo essa carreira.

No Brasil, segundo dados do INEP , cerca de 20% dos alunos desistem nos primeiros anos do curso e isso muitas vezes é consequência da desinformação, o que leva à falta de identificação com a profissão. "As dúvidas mais comuns entre os jovens são quanto ao espaço no mercado de trabalho, o salário, como será sua vida profissional, se seus sonhos e objetivos se tornarão realidade após a formatura. Com todas essas dúvidas, as escolhas acabam sendo sem nenhuma reflexão e gerando o aumento no número de desistências e profissionais insatisfeitos." conta a orientadora educacional da Escola Estadual de Ensino Médio Prof Célia Flores Lavra Pinto, Lúcia Magnum.

A pressão familiar, segundo a orientadora, é a que mais incomoda o jovem. "Essa pressão pode fazer com que ocorra uma camuflagem das vontades e aversões, causando uma confusão entre o que podem ser interesses temporários e a vocação." afirma Lúcia.

Para ajudar os alunos do ensino médio, a escola aplica testes vocacionais mas esse auxilio é limitado, pois nem sempre conseguem explorar com muita profundidade a personalidade de cada estudante, explica Lúcia.

A estudante Karen Aleknovic, que trocou Publicidade e Propaganda por Fisioterapia, conta que estava cursando quando ficou sabendo de uma oportunidade do Prouni. "Resolvi tentar para Fisioterapia, já que não tinha nada a perder mesmo. Consegui, tranquei PP e estou na Fisioterapia até hoje", explica ela.

Karen fala que acredita ter feito a escolha certa ao trocar de curso. "Quando se está no curso certo por mais que tu passes dificuldades e que o caminho seja árduo tu sempre vais encontrar motivação para continuar em frente, correndo atrás dos teus sonhos", acredita.

Reportagem realizada na disciplina de Projeto II
Professora responsável: Michele Limeira

 


Notícias relacionadas


Expediente

Mapa do Site :: Portal Universo IPA - 1º lugar na Intercom Nacional de 2008 :: Expediente
Creative Commons © 2005-2013 :: AJor - Agência Experimental de Jornalismo IPA