banner multi
Capa Memória Geral Programa Ciência Sem Fronteiras contempla alunos do IPA
Programa Ciência Sem Fronteiras contempla alunos do IPA Imprimir
Escrito por Gabriel Guidotti   
Quarta, 10 de Julho de 2013 - 00:00

ciencia semCiência sem Fronteiras é um programa do governo federal que busca promover o intercâmbio de alunos para a continuação de seus estudos em outros países. Na quarta-feira (03 de julho), as Coordenadorias de Graduação e de Pesquisa e Pós-graduação promoveram um encontro com os estudantes ipaenses – contemplados pelo programa – objetivando discutir detalhes sobre as viagens previstas para o 2º semestre. Participaram da reunião o Reitor, Roberto Pontes da Fonseca, a Diretora da Faculdade Metodista de Santa Maria, (FAMES) Luciana Dias, a Coordenadora do Núcleo Educacional, Sônia Rubiaki, a Srta. Ana Ambrósio, da Coordenadoria de Graduação, e o Coordenador do Programa Ciência sem Fronteiras, Professor Elvisnei Camargo.
 
O Reitor do IPA, Prof. Roberto Pontes da Fonseca, esteve presente para cumprimentar os estudantes pela conquista, saber um pouco mais sobre suas expectativas e comentar da satisfação que é para o IPA esta grande oportunidade. Ele lembrou suas experiências passadas no exterior e pediu aos estudantes que tirem o máximo proveito desta nova etapa em suas vidas. “Aproveitem a chance que vocês têm. O projeto não é apenas ir; é ir e voltar para mudar a história desse país com as vivências conquistadas em outras culturas”, explica. O Prof. Roberto ressaltou ainda que os alunos selecionados venceram uma disputa com muitos outros acadêmicos de todo Brasil e concluiu que a oportunidade não pode ser desperdiçada. “Levem a sério, pois outras pessoas gostariam de estar no lugar de vocês”.
 
reuniaoComplementando as declarações do Reitor, a Diretora da (FAMES), Luciana Dias, lembrou que o Ciência sem Fronteiras escolhe apenas os melhores; aqueles que aliaram competência acadêmica às exigências previstas no projeto do Governo Federal. “Sintam-se privilegiados”, destacou. Ao final da reunião, o Professor Elvisnei Camargo conversou com os estudantes para fazer orientações gerais à viagem. Ele lembrou aos discentes que a ansiedade antecipada é natural, mas que é preciso saber lidar com ela para se progredir dentro do programa, pois a responsabilidade em levar o nome do Brasil é grande. Neste bate-papo, os alunos puderam esclarecer dúvidas que tinham sobre bolsas, matrícula, atividades complementares e aproveitamento de disciplinas.
 
Estudantes comentam a oportunidade
 
Canadá, China, Espanha, Estados Unidos, Irlanda e Itália são os destinos dos estudantes contemplados, que já viajarão em 2013. Lá eles ficarão por cerca de um ano, e cursarão suas graduações em universidades de excelência, indicadas pelo Ciência sem Fronteiras. Vencidas as primeiras etapas de seleção, os estudantes agora estão envolvidos com atividades de preparação para a viagem. Alguns aguardam documentação de aceite pelas instituições de destino – para efetuarem seus vistos – além de atentarem às demais tramitações necessárias. Trata-se de um período de intensa ansiedade, de modo que a expectativa com a nova experiência, a preocupação da família e a preparação com a adaptação a uma nova cultura descrevem o momento de cada um.
 
Em entrevista ao Universo IPA, saiba o que cada aluno pensa do programa, suas expectativas e como estão se preparando. 

AndressaAndressa de Andrade, 6º semestre de Enfermagem.
A aluna está indo para o Canadá.
 
“Minha expectativa está em conhecer novos lugares e outras universidades. Além disso, aprender o inglês e vivenciar o sistema de saúde de outro país irá enriquecer meu currículo. Por um lado terei de me acostumar com uma cultura bastante diferente. Pelo outro, certamente sentirei falta do calor brasileiro”.
 
karenKaren Majuriê, 5º semestre de Arquitetura e Urbanismo.
A aluna está indo para a Itália.
 
“Já estou conhecendo o local antecipadamente. O complexo onde ficarei é grande. Um de meus objetivos para ingressar no programa foi a área do restauro histórico. Minha meta, portanto, é aprender o máximo que puder para aplicar os conhecimentos adquiridos quando eu retornar”. 
 
cristianoCristiano Silveira, 2º semestre de Engenharia Civil.
O aluno está indo para a Espanha.
 
“Estou indo pelo crescimento profissional e formação quanto à universidade que escolhi. Acredito que, num primeiro momento, a dificuldade maior será a familiaridade com a língua. Estou me focando para ir o mais preparado possível, principalmente para lidar com pessoas de culturas diferentes. Minha expectativa é positiva pela aquisição de novos conhecimentos”.
 
VictorVictor da Silva, 7º semestre de Educação Física (bacharelado).
O aluno está indo para a China.
 
“A preparação é intrínseca, desde o momento que você se candidata. Atualmente, estou procurando controlar a ansiedade pensando que será uma ótima experiência. A maior dificuldade será a distância da família e a ausência dos amigos. Mas vai valer a pena; vou viajar para aprender tudo que eu puder aprender”.
 
FelipeFelipe Bruschi, 7º semestre de Engenharia Civil.
O aluno está indo para os Estados Unidos.
 
“Espero aproveitar ao máximo, adquirindo conhecimentos acadêmicos e culturais pelas vivências em um país diferente do meu. Minha preparação está se dando por intermédio, principalmente, do estudo da língua e de uma boa pesquisa pelo site da universidade, além de páginas da cidade onde ficarei”.
 
Além destes, há outras duas alunas selecionadas: Camila Gomes da Silva (Biomedicina) e Amanda Silva Araújo (Arquitetura e Urbanismo) que mesmo não tendo participado da reunião, também deram o seu depoimento.
 
AmandaAmanda da Silva Araújo, 4º semestre de Arquitetura e Urbanismo.
A aluna está indo para a Irlanda.
 
“Vai ser um aprendizado totalmente diferente que trará novas experiências profissionais ao meu currículo. A internet promove um grande volume de informações, e a própria universidade a que vou tem uma equipe do Ciência sem Fronteiras. Eles respondem nossas dúvidas e interagem conosco, o que facilita o processo de preparação”.
 
Camila Gomes da Silva, Biomedicina.
 
O Universo IPA tentou, sem sucesso, contato com a estudante. Esperamos, em breve, atualizar este espaço.
 
O Ciência sem Fronteiras
 
A iniciativa é fruto de esforço conjunto dos Ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e do Ministério da Educação (MEC), por meio de suas respectivas instituições de fomento – CNPq e Capes –, e Secretarias de Ensino Superior e de Ensino Tecnológico do MEC.
 
O projeto prevê a concessão de até 101 mil bolsas em quatro anos para promover intercâmbio, de forma que alunos de graduação e pós-graduação façam estudos e estágios no exterior com a finalidade de manter contato com sistemas educacionais competitivos em relação à tecnologia e inovação. Além disso, busca atrair pesquisadores do exterior que queiram se fixar no Brasil ou estabelecer parcerias com os pesquisadores brasileiros nas áreas prioritárias definidas no Programa, bem como criar oportunidade para que pesquisadores de empresas recebam treinamento especializado no exterior.
 
Editais abertos
 
Você, estudante, gostou do programa e quer participar? As novas chamadas do Ciência sem Fronteiras estão abertas. Acesse o site oficial e conheça os editais.
 
 


Notícias relacionadas


Expediente

Mapa do Site :: Portal Universo IPA - 1º lugar na Intercom Nacional de 2008 :: Expediente
Creative Commons © 2005-2013 :: AJor - Agência Experimental de Jornalismo IPA