banner multi
Capa Memória Geral Pesquisadores de todo o país se encontram em Brasília
Pesquisadores de todo o país se encontram em Brasília Imprimir
Escrito por Sandra Bitencourt   
Segunda, 15 de Junho de 2015 - 09:18

sandra composO 24º Encontro anual da Compós – Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação - reuniu grande número de pesquisadores de 44 programas da área, entre os dias 09 e 12 de junho, na UnB, em Brasília. A conferência de abertura do evento foi dada pelo jornalista, sociólogo e intelectual da Comunicação, Muniz Sodré, intitulada “Pressupostos históricos da comunicação”.

Muniz Sodré abordou o campo da comunicação em um cenário de novas formas de socialização e organização contemporâneas, emergidas sob a lógica do capitalismo financeiro. Para Sodré, a mídia, sobretudo a internet – que virtualmente desloca os sujeitos e objetos e demanda, assim, novas formas de inteligibilidade – é a base para a impetração do capital em todos os espaços da vivência humana, que se dá pela naturalização do mercado financeiro. “Os discursos, os instrumentos, a internet, são uma nova forma de socializar e são também os pressupostos de um novo ecossistema”, afirmou.

As discussões seguiram distribuídas entre 17 Grupos de Trabalho (GTs), com a apresentação de dez artigos em cada grupo, propiciando a reflexão e o debate em torno de temas plurais do campo da comunicação,com diferentes perspectivas metodológicas.

A prof. Drª Sandra Bitencourt de Barreras, do curso de jornalismo do IPA, teve texto selecionado no GT de Comunicação e Política, um dos grupos mais tradicionais da Compós. Sandra é co-autora do artigo ''Equação da política provisória: a propaganda eleitoral para governador do RS em 2014''. O estudo teve o propósito de analisar as condições políticas e os dispositivos comunicacionais que incidiram na vitória e derrota dos candidatos ao governo do Rio Grande do Sul no 2º turno das eleições de 2014. O texto tem a co-autoria das pesquisadoras drª Maria Helena Weber e a mestranda Ana Javes Andrade da Luz, do Núcleo de Pesquisa em Comunicação Pública da UFRGS. No trabalho, foram estudados os programas televisivos produzidos para a campanha de cada um dos candidatos .A proposta teórica de pensar esse processo eleitoral a partir da hipótese de uma equação da política provisória foi muito bem recebida pelos demais pesquisadores.

Além da participação dos principais pesquisadores e referências do campo da comunicação (os alunos e novos pesquisadores sempre brincam que é a oportunidade de ver suas bibliografias andando pelo evento), um dos momentos importantes do encontro é o lançamento de livros.
Neste encontro foram lançadas 28 obras que refletem a diversidade e a força das pesquisas desenvolvidas nos programas de pós-graduação da área. Veja tabela abaixo: 

Autor Instituição Título
Ada Cristina Machado da Silveira UFSM Asombros identitarios. Representación y virtualidad en los medios.
Alexandre Almeida Barbalho UFC A criação está no ar: juventude, mídia, política e cultura
Álvaro Nunes Larangeira UTP A mídia e o regime militar
André Bonsanto Dias UFF O Presente da memória. Usos do passado e as (re)construções de identidade da Folha de S. Paulo, entre o “golpe de 1964″ e a “ditabranda”
Anice Bezri Pennini; Ivone de Lourdes Oliveira; Isaura Mourão (orgs) PUCMINAS Compreendendo um campo de conhecimento: reflexões epistemológicas sobre a comunicação organizacional a partir de autores brasileiros
Beatriz Brandão Polivanov UFF Dinâmicas identitárias em sites de redes sociais: estudo com participantes de cenas de música eletrônica no Facebook
Denise da Costa Oliveira Siqueira UERJ A construção social das emoções: corpo e produção de sentidos na comunicação
Dione Oliveira Moura UnB Mudanças e Permanências do Jornalismo
Eduardo Vicente USP Da vitrola ao iPod: uma história da indústria fonográfica no Brasil
Ellen Cristina Geraldes UnB Jornalismo e Literatura: as aventuras da memória
Felipe de Castro Muanis UFF Audiovisual e Mundialização: televisão e cinema
Flora Daemon UFF Sob o Signo da Infâmia: das violências em ambientes educacionais às estratégias midiáticas de jovens homicidas/suicidas
Florence Dravet UCB Comunicação e Poesia
Gabriela Borges UFJF Qualidade na TV pública portuguesa. Análise dos programas do Canal 2
Jeder Silveira Janotti Junior UFPE Rock Me Like The Devil: assinatura das cenas musicais e das identidades metálicas
Liziane Soares Guazina UnB Novos questionamentos em mídia e política
Maria das Graças Pinto Coelho e João Freire Filho UFRN Jornalismo, Cultura e Sociedade: visões do Brasil contemporâneo
Mônica Rebecca Ferrari Nunes ESPM Cena Cosplay: comunicação, consumo, memória nas culturas juvenis
Nilda Jacks UFRGS Brasil em Números: dados para pesquisas de Comunicação e Cultura em contextos regionais
Nilda Jacks UFRGS Meios e audiências II: a consolidação dos estudos de recepção no Brasil
Rodrigo Octavio Azevedo Carreiro UFPE Era uma vez no spaghetti western
Rousiley Celi Moreira Maia UFMG Recognition and the Media
Simone Pereira de Sá, Rodrigo Carreiro, Rogério Ferraraz (orgs.) Compós Cultura Pop – Livro da Compós 2015
Thaïs de Mendonça Jorge UnB Mutação no jornalismo. Como a notícia chega à internet
Thiago Soares UFPE A Estética do Videoclipe
Tiago Quiroga UnB Pensando a Episteme Comunicacional
Yvana Fechine UFPE Semiótica nas Práticas Sociais. Comunicação, Artes, Educação
Yvana Fechine UFPE

Fim da Televisão

 A Compós foi criada em 16 de junho de 1991, em Belo Horizonte (Minas Gerais), como uma sociedade civil, sem fins lucrativos, que atua principalmente no fortalecimento e qualificação das Pós-Graduações em Comunicação no país, estimulando o desenvolvimento teórico-científico e tecnológico na área da Comunicação. O encontro anual é realizado há mais de 20 anos, com apoio da Capes e Cnpq.

 


Notícias relacionadas


Expediente

Mapa do Site :: Portal Universo IPA - 1º lugar na Intercom Nacional de 2008 :: Expediente
Creative Commons © 2005-2013 :: AJor - Agência Experimental de Jornalismo IPA