banner multi
Capa Memória Literário Era uma vez mulheres...
Era uma vez mulheres... Imprimir
Escrito por Rafaela Hayguertt   
Quarta, 11 de Março de 2009 - 00:00

20090411_mulheresEra uma vez as mulheres...
Elas viviam no lar. Criavam seus filhos para a guerra e suas filhas para cuidarem da casa.
Um dia, quando seus filhos já haviam partido seguindo seus maridos, ainda lhes restavam mais crianças para alimentar. Então tiveram que sair para trabalhar.

Foi ai que elas perceberam que, além de cuidarem da casa, podiam ser enfermeiras, médicas, arquitetas, jornalistas, advogadas... Enfim, era possível sonhar com mais do que a vida oferecia.
O patrão não era um homem justo. Pagava menos por serem mulheres.
Mas elas continuavam tecendo...
Teciam pensamentos.
Teciam amor.
Teciam liberdade.
Um dia, quando decidiram que a injustiça deveria ter fim, foram até o patrão que, enfurecido decidiu pelo fim daquela balbúrdia.
Chamou a policia e, com ajuda, trancou a fábrica com as suas tecelãs e ateou fogo que foi consumindo uma a uma.

Aquele fogo atravessou um século. Pouco a pouco ele foi se apagando. No entanto, ele ainda consome algumas mulheres.
Consome a menina que chora ao se olhar no espelho por não ser bonita.

Consome a moça que sofre ao seguir para o trabalho com medo das gracinhas do chefe.
Consome a esposa que tem medo do marido.
Consome as meninas que são tiradas de suas casas para servirem à prostituição.
Também consome muitas outras que ainda sofrem por terem seus direitos queimados.
Cabe a nós fazer com que esse fogo se apague totalmente.

 


Notícias relacionadas


Expediente

Mapa do Site :: Portal Universo IPA - 1º lugar na Intercom Nacional de 2008 :: Expediente
Creative Commons © 2005-2013 :: AJor - Agência Experimental de Jornalismo IPA