banner multi
Capa Memória Opinião A mulher nossa de cada dia
A mulher nossa de cada dia Imprimir
Escrito por Emmanuel Denaui   
Quarta, 11 de Março de 2009 - 17:12

20090311_amulhernossa

Estamos em plena comemoração do Dia Internacional da Mulher. Marco na história de conquistas, que perduraram por séculos, atrás da arrogância, medo e, principalmente, da falta de capacidade do homem em reajustar pensamentos, idéias e rever conceitos mais do que ultrapassados.

Para cada um de nós, existe um tipo de mulher. Começamos sempre pela mãe, soberana de todas as mulheres. Ela já é, simplesmente, por si, a união de todas as mulheres. Muitas vezes, esquecemos que as temos. Ela é a mulher que podemos contar sempre. Temos a irmã, que, quando mais velha, nos ensina a ser um verdadeiro galã. Quando mais nova, só nos dá trabalho pra afastarmos os possíveis "sacanas" de plantão. temos também as amigas que, geralmente, nos dão muitos conselhos, mas, principalmente, pedem bastante ouvido e atenção também.

Elas são, quase sempre, como irmãs, mas diferente delas, não mudam quando estão namorando (hehehe)! Temos também as primas, detentoras do poder incontestável da conquista primata masculina, seja na imaginação, no mental ou físico. Não há como negar, primas causam "piripaques" em primos. Mais acima, vem a categoria das tias e avós. Avós servem pra esquecermos as mães e as tias, e para lembrarmos que elas existem.

Hoje o reconhecimento da mulher já não é mais um marco a se comemorar apenas no dia 08 de março, mas todos os dias. A mulher inova, acrescenta, diversifica. Trás charme e desenvoltura em tudo que se dedica. Não me resta nada além de dizer, então, obrigado a todas as mulheres que fazem dos dias de nós, homens, muito mais capazes de suportar as dificuldades do dia-a-dia e ampliam nossas mentes e almas. Acredito que a frase mais perfeita para lembrarmos sempre e que, ainda assim, ecoa como algo inaudível para alguns - transcrita do Talmud - Leis Mosaicas: "(...) a mulher foi feita da costela do homem, não dos pés para ser pisada, nem da cabeça para ser superior, mas sim do lado para ser igual, debaixo do braço para ser protegida e do lado do coração para ser amada".

 


Notícias relacionadas


Expediente

Mapa do Site :: Portal Universo IPA - 1º lugar na Intercom Nacional de 2008 :: Expediente
Creative Commons © 2005-2013 :: AJor - Agência Experimental de Jornalismo IPA