FSM reúne movimentos de esquerda para avaliar os 10 anos do encontro Imprimir
Escrito por Rafaela Haygertt   
Quarta, 27 de Janeiro de 2010 - 18:49

fsmCerca de 10 mil pessoas participaram da passeata de abertura do Fórum Social Mundial (FSM), na tarde de segunda-feira, 25 de janeiro, com inicio na Avenida Borges de Medeiros até a Usina do Gasômetro, às margens do Rio Guaíba. Nesta edição comemorativa aos seus 10 anos, o evento expõe as transformações da esquerda na última década e se estenderá até o dia 29 de janeiro.

O primeiro FSM aconteceu em 2001, e o seu objetivo é promover um encontro internacional com pessoas de diferentes ideologias, para discutir os rumos do planeta. Até 2005, foi realizado em Porto Alegre, mas passou a ser itinerante para atingir um público maior.

O FSM deste ano retorna a sua cidade natal, com a missão espinhosa de provar que não é só uma troca de idéias, ou uma reunião, mas um encontro que pode se tornar um grande movimento de ação. A sua estrutura prevê uma mobilização global. O objetivo é contribuir coletivamente para os debates dos diversos Fóruns que acontecem em 2010. Outro diferencial é que acontece no Território Social Mundial, uma área delimitada que inclui a Capital e as cidades metropolitanas: Canoas, Sapucaia, São Leopoldo, Novo Hamburgo, Sapiranga e Gravataí.

"O fórum precisa discutir um novo sistema econômico, social, e governamental", acredita o mecânico Vicente Leitão Flores, um dos participantes da atividade. " Mas precisa se modificar um pouco", avalia.

A acadêmica de Letras, de Caxias do Sul, Camila Marcarini, acredita que o é uma articulação de todos que lutam por um mundo melhor. "A grande diferença das atividades deste para os outros anos, é o tema das discussões, que pretendem avaliar a trajetória do movimento", assegura.

Entre as diversas autoridades políticas que estarão prestigiando a 10ª edição, está o presidente Lula, que participa de um evento no Ginásio Gigantinho, na terça-feira, dia 26, às 18h00, juntamente com as candidatas à presidência da República, Dilma Russef, que acompanha o presidente Lulla, e Marina Silva.
A senadora também participará de um debate na quarta-feira, 28 de janeiro, no Armazém 7 do Cais do Porto, com o tema 'Novos parâmetros para o desenvolvimento'.

Entre os intelectuais de destaque estão os jornalista francês Bernard Cassen, o português Boaventura de Souza, e um dos idealizadores do FSM, Sérgio Haddad.

 


Notícias relacionadas